6 Melhores Dinâmicas Quebra-Gelo! Veja Exemplos e Como Aplicar

A dinâmica quebra-gelo é uma atividade, exercício ou experiência projetada para quebrar o gelo que normalmente limita ou inibe as interações de um grupo de pessoas que podem ou não se conhecer.

Um grupo está exibindo “gelo” se houver pouca ou nenhuma conversa, relutância em fazer contato físico e mau contato visual. Além disso, os membros do grupo ficam sozinhos, demonstrando pouca ou nenhuma iniciativa e ausência de confiança.

Para se qualificar como quebra-gelo, uma atividade, exercício ou experiência deve ter os seguintes critérios:

  • Um quebra-gelo deve ser divertido;
  • Um quebra-gelo não deve ser ameaçador;
  • Um quebra-gelo deve ser altamente interativo;
  • Um quebra-gelo deve ser simples e fácil de entender;
  • Um quebra-gelo deve ser orientado para o sucesso.

 

Ficar confortável com um novo grupo de pessoas pode ser uma situação assustadora e desconfortável, com muitos rostos desconhecidos e muitos nomes estranhos.

A dinâmica quebra-gelo é um exercício de facilitação destinado a ajudar os membros de um grupo a iniciar o processo de formar uma equipe. É comumente apresentada como um jogo para “aquecer” o grupo, ajudando os membros a se conhecerem. Eles geralmente se concentram no compartilhamento de informações pessoais, como nomes, hobbies, etc.

Assim como em qualquer dinâmica, o quebra-gelo deve ser relaxante e não ameaçador. Em um ambiente profissional não deve exigir que as pessoas revelem informações pessoais ou toquem umas nas outras, pois isso pode ser estressante ou culturalmente inadequado.

A dinâmica quebra-gelo não deve envergonhar os participantes ou fazê-los sentir-se compelidos a participar e tão pouco devem mostrar desrespeito a nenhuma hierarquia social e profissional do grupo.

No final de um exercício bem sucedido de quebra-gelo, o facilitador deve ser capaz de resumir para o grupo o que foi aprendido durante o exercício.

» Encontre o perfil ideal mapeando competências
Não basta apenas encontrar os melhores candidatos. Para uma gestão eficiente de talentos é preciso conhecer habilidades interpessoais e entender em que posição elas terão melhor desempenho, produtividade e satisfação.

Clique no botão abaixo e experimente de forma gratuita!

Por que Usar A Dinâmica Quebra-gelo?

Os quebra-gelo desempenham um papel significativo em qualquer evento ou atividade em que a comunicação e o nível de conforto dos participantes sejam importantes.

Os quebra-gelo ajudam a garantir que todos os elementos sejam participantes iguais, quebrando as barreiras existentes no local de trabalho de forma inerente e por design. Algumas razões para usar uma dinâmica quebra-gelo, são:

  • Ajudam os participantes a se conhecerem;
  • Aquecem os participantes e fazem com que as discussões fluam confortavelmente;
  • Ajudam os participantes que se conhecem e trabalham em diferentes áreas ou departamentos a suportar o gelo que pode ocorrer quando as pessoas não querem compartilhar informações;
  • Ajudam os participantes que se conhecem, mas têm diferentes cargos e níveis na cadeia de comando de uma organização, a quebrar as barreiras que podem inibir a comunicação honesta e confortável;
  • Ajudam os participantes que não se conhecem a fazer apresentações e começar a se comunicar e compartilhar pensamentos de uma maneira simples e agradável;
  • Ajudam os participantes que não se conhecem, mas compartilham uma missão, um interesse ou uma ideia e têm muito em comum para se aquecer antes de uma discussão mais séria sobre o tópico.

 

Uma das chaves importantes no quebra-gelo, como em qualquer dinâmica de grupo, é dar o próprio estilo, ou seja, cada organização deve adaptá-lo ao seu ambiente específico para garantir que ele cumpra a função apropriada.

Para mais eficiência, essa técnica deve ter propostas rápidas e divertidas, auxiliando o grupo a trabalhar em equipe, se expressar em reuniões, sessões de treinamento e eventos em que os participantes nunca haviam se visto antes ou no caso de mal se conhecerem.

O maior objetivo da dinâmica quebra-gelo é aquecer o ambiente e ajudar os participantes a se soltarem e, em seguida, se sentirem mais naturais e confortáveis ​​no ambiente em que estarão atuando.

Exemplos De Dinâmica Quebra-gelo

Experimente essas sugestões de dinâmica de quebra-gelo no seu local de trabalho e você verá como isso ajuda os participantes a se conhecerem melhor e a aquecerem o ambiente.

Doce apresentação

Essa é uma dinâmica original e divertida, que funciona especialmente bem com grandes grupos de pessoas. Para isso, você terá que comprar uma barra de chocolate com antecedência para cada participante, tentando comprar variedades diferentes, pois os grupos serão formados a partir deles.

Por exemplo, se você deseja formar grupos de cinco pessoas, compre cinco Chokitos, cinco Prestígios, etc. Também é uma boa ideia comprar uma barra de chocolate extra para marcar as mesas. Assim os participantes saberão onde devem se sentar.

Se você for notificado de que existem pessoas com alergias alimentares, diabetes etc. Você pode fazer o mesmo processo com frutas ou biscoitos, mas o que funciona melhor é o chocolate.

Instruções

Coloque os chocolates em uma sacola e peça aos participantes que os levem quando entrarem na reunião. Diga a eles que se sentem à mesa correspondente ao chocolate.

Uma vez sentados, dê-lhes liberdade para comer o chocolate e peça aos participantes que se apresentem. Se você quiser elaborar mais, dê algumas dicas para começarem a falar:

  • Descreva quando e como você entrou na empresa;
  • Compartilhe o desafio mais difícil que você tem agora no trabalho;
  • Compartilhe duas coisas sobre você que você acha que ninguém mais conhece;
  • Descrever uma experiência positiva com um cliente;
  • Diga a seus colegas algo que você gosta sobre a empresa;

 

Duração: 10-15 minutos.
Número de participantes: Grupos de 4-5 pessoas, sem limite máximo de grupo.
Variantes: Chocolates, frutas, biscoitos, sorvetes …

Os 5 favoritos

Este exemplo trabalha especialmente coesão dentro do grupo e cooperação, naturalmente à medida que os participantes conversam. Essa dinâmica quebra-gelo ajuda os participantes a encontrar interesses comuns e dá origem a muitas discussões sobre por que uma pessoa gosta ou não de cada uma das coisas escolhidas.

Se o grupo com o qual você vai trabalhar é especialmente tímido, essa atividade é uma boa escolha. Ao aderir ao gosto dos participantes sobre coisas que realmente não têm nada a ver com o trabalho, eles se sentem mais confortáveis, ​​porque não abandonam sua zona de conforto conversacional.

Instruções

Faça grupos de 4-5 pessoas numerando-os aleatoriamente, para evitar que pessoas que já se conhecem se reúnam. Diga aos participantes que eles precisam compartilhar seus cinco filmes favoritos ou seus cinco livros favoritos, os piores filmes que eles conhecem, etc. O tema pode ser qualquer coisa que as pessoas gostem ou não.

Diga aos grupos que um participante de cada grupo deve fazer anotações e compartilhá-las com o restante dos participantes. Para finalizar, peça aos voluntários que leiam sua lista de favoritos ou comentem as escolhas dos grupos.

Duração: 10 a 15 minutos, dependendo do número de grupos.
Número de participantes: Grupos de 4-5 pessoas, sem limite máximo de grupo
Variantes: filmes, livros, músicas, cidades, etc.

Você também pode desenvolver essa dinâmica com questões relacionadas ao trabalho, como: “cinco comportamentos disfuncionais que você experimentou em uma equipe, “cinco aspectos principais para uma equipe de sucesso”.

 

Perguntas engraçadas

Este é um sistema de perguntas utilizado como uma maneira de quebrar o gelo. A operação é simplesmente propor uma série de perguntas que os grupos precisam responder.

A seguir, propomos algumas perguntas que achamos muito engraçadas e não as típicas relacionadas à trajetória dentro da organização ou ao que elas fazem.

Instruções

Divida os participantes em grupos de 4-5 pessoas aleatoriamente. Distribua a todos uma folha contendo várias “perguntas engraçadas” para que respondam. Alguns exemplos desses tipos de perguntas podem ser:

  • Se você fosse um vegetal, o que seria?
  • Se você pudesse se tornar um animal, qual escolheria e por quê?
  • Se você pudesse morar em qualquer lugar e levar tudo e todos com você, para onde iria?
  • De que cor você é e como se sente?
  • Se você pudesse mudar seu nome, para qual seria?
  • Você é primavera, verão, outono ou inverno? Por quê?
  • Qual de seus pertences você diria que é seu objeto favorito?
  • Se você criasse um slogan para a sua vida, qual seria? Por exemplo: “Coma, dance e ria o máximo que puder, a vida é um presente”.

 

Informe aos grupos que cada participante pode levar 5 minutos para escrever as resposta e, em seguida, mais 10 minutos para compartilhá-las em seu grupo. O objetivo das perguntas é motivar comentários e discussões.

Após os 15 minutos, definindo uma ordem de vez, peça que cada integrante compartilhe os resultados com todos os participantes. Se ninguém quiser falar, você pode questioná-los diretamente com a pergunta, por exemplo: “Ei Fulana, de que cor você é?”

Essa dinâmica quebra-gelo é bem interessante, pois é possível observar nas respostas dentro dos grupos e entre os grupos a ocorrência de mesmas escolhas, portanto, interesses semelhantes.

Duração: 15 a 60 minutos.
Número de participantes: Grupos de 4-5 pessoas, sem limite.
Variantes: o tipo de perguntas a serem feitas.

» Encontre o perfil ideal mapeando competências
Não basta apenas encontrar os melhores candidatos. Para uma gestão eficiente de talentos é preciso conhecer habilidades interpessoais e entender em que posição elas terão melhor desempenho, produtividade e satisfação.

Clique no botão abaixo e experimente de forma gratuita!

Frases célebres

Essa dinâmica é muito fácil de planejar e possui variações infinitas. Além disso, é uma excelente maneira de apresentar o tópico que será tratado no dia ou evento que você está usando esse quebra-gelo.

Instruções

Divida os participantes em grupos de 4-5 pessoas. Desta vez, não precisa ser aleatório, você pode selecionar as pessoas que se sentaram juntas para o mesmo grupo.

Diga aos grupos recém-formados que eles devem pensar individualmente por 5 minutos sobre a frase que você deu a eles e responda a estas perguntas: “O que a frase significa para você?”, “Qual é a relação entre a frase e o tópico de hoje?

Depois, peça aos participantes que compartilhem suas respostas com o grupo. Quando você as expuser, pergunte se as respostas são semelhantes ou se, durante a conversa, eles perceberam algo importante que desejam compartilhar.

Depois que os participantes terminarem essa primeira conversa espontânea sobre a frase, peça aos voluntários de cada grupo que compartilhem com todos os participantes as ideias principais que podem ser extraídas do que eles falaram.

Duração: 10 a 15 minutos da conversa inicial, para que você possa estender tudo o que deseja ou até vincular ao tópico principal do dia. O tempo total depende do número de frases que você deseja comentar com os grupos.
Número de participantes: Grupos de 4-5 pessoas, sem limite.
Variantes: a frase em discussão.

Em uma palavra

Essa dinâmica quebra-gelo ajuda o grupo a aprofundar seus pensamentos sobre um tópico conhecido e é uma ótima maneira de introduzir o tema da sessão de formação de equipe. Normalmente, os participantes ficam impressionados com a variedade de palavras que eles mesmos escolheram.

Instruções

Forme grupos de 4-5 pessoas aleatoriamente. Diga aos grupos que sua tarefa é pensar por um minuto qual palavra melhor descreve um tópico comum relacionado ao seu trabalho. Exemplos: cultura organizacional da empresa, produtividade do departamento, etc.

Incentive-os a compartilhar a palavra com o resto do grupo. Uma conversa surgirá entre os participantes de cada equipe que pode levar a uma primeira abordagem muito interessante.

Reúna todos os grupos para compartilhar as palavras sugeridas. Para isso, o mais comum é pedir a cada grupo voluntários: o bom é que, como são apenas porta-vozes e não precisam defender as palavras escolhidas, mesmo as pessoas mais tímidas geralmente não têm nenhum problema em intervir nesse momento.

Depois que todos os participantes ouviram as palavras, uma série de perguntas é feita aos grupos sobre o tópico escolhido para o qual eles propuseram as palavras.

No exemplo da cultura organizacional, eles podem ser consultados sobre se acreditam que é eficaz, se estão confortáveis ​​com isso, etc.

Duração: 10 a 15 minutos para a discussão inicial, e você pode prolongar pelo tempo que desejar para o restante da dinâmica.
Número de participantes: Grupos de 4 a 5 pessoas, sem limite máximo de grupo, embora quanto mais houver, mais o compartilhamento será estendido.
Variantes: faça as perguntas em relação à própria equipe, por exemplo: “Qual palavra você usaria para descrever o grupo?” ou em relação a aspectos específicos, “Qual palavra melhor descreve a comunicação no grupo?”.

Encontre 10 coisas em comum

Essa dinâmica é rápida, fácil e divertida. É muito útil porque é muito curta e também provoca boas risadas, quando os participantes descobrem que têm em comum coisas realmente inesperadas.

Instruções

Faça grupos de 4-5 pessoas aleatoriamente. Proponha a cada grupo que encontrem dez coisas que eles têm em comum com cada uma das pessoas da equipe, com uma condição: não pode ter nada a ver com trabalho, anatomia ou vestuário, pois todos nós temos braços, nos vestimos ou usamos sapatos.

Diga a cada grupo que uma pessoa deve fazer anotações e estar preparado para ler a lista depois que terminar. Nesta parte, geralmente há muitas risadas e até algum debate.

Duração: 10-15 minutos. Se você perceber que os grupos ficam presos quando se trata de encontrar 10 coisas, nada acontece se a lista estiver incompleta.
Número de participantes: Grupos de 4-5 pessoas, sem limite máximo de grupo.

Descubra seu Perfil Comportamental!

Responda ao rápido questionário e receba um relatório completo sobre suas habilidades pessoais e interpessoais!