Employer Branding: Seja a Organização Que Todos Querem Trabalhar

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
Um dos maiores desafios dos gestores de RH é reduzir o turnover, ou seja, atrair e reter talentos. Mas como sua empresa pode se tornar a organização que todos querem entrar e ninguém deseja sair? A resposta deste questionamento pode estar no que chamamos de employer branding.

O perfil do empregado vem mudando ao longo dos anos, e por consequência o empregador também deve mudar. As pessoas não estão mais preocupadas apenas com salário e estabilidade financeira. As novas gerações que chegaram ao mercado de trabalho querem mais: querem se sentir bem no ambiente de trabalho. Uma pesquisa recente da Randstad, aponta que 94% das pessoas verificam a reputação de uma empresa antes de se candidatarem a uma vaga.

A reputação de uma empresa como empregadora pode ser consultada em sites como o Glassdor (o antigo Love Mondays). O site publica anonimamente avaliações sobre como é trabalhar na empresa, como é o ambiente de trabalho, salários, benefícios e dicas para a entrevista, recebendo uma média de 64 milhões de visitantes mensais. Estas informações são fornecidas pelos usuários que podem ser funcionários ou ex-funcionários das empresas.

O que é employer branding?

Employer branding, conforme a definição da Universum que é uma referência no tema, significa gestão da marca empregadora. É o processo de desenvolvimento de um ambiente diferenciado de trabalho e de sua promoção para os talentos que a organização precisa atrair e reter a fim de atingir suas ambições.

Hoje em dia as empresas estão adotando o employer branding como uma estratégia para manter e atrair os melhores talentos, reforçando os pontos positivos sobre como é trabalhar na organização e fortalecendo a imagem dela com empregadora. Com isso, são os próprios colaboradores que vem até a empresa, pois a consideram uma ótima opção para o desenvolvimento de sua carreira.

Os candidatos mais talentosos disputam as vagas disponíveis e os atuais colaboradores se empenham ao máximo para permanecerem no time. O resultado disso é a construção de equipes de alta performance mais produtivas e o aumento da competitividade no mercado.

Como implementar?

Toda implementação necessita de cautela e domínio do que será implementado. Quando envolve pessoas, os cuidados devem ser ainda maiores, pois cada indivíduo é diferente mesmo atuando na mesma empresa. Criar um cronograma de todas as ações, garante que não seja mais uma iniciativa implantada com entusiasmo e abandonada por não produzir o efeito esperado.

Confira os 11 passos para uma implementação de sucesso

1 – Desenhe uma estratégia e tenha seu objetivo claro

Defina a equipe que vai atuar no projeto e planeje as táticas que serão utilizadas, preparando assim, as lideranças que forem mais importantes e tendo claro para si qual o papel e responsabilidade de cada um. Não se esqueça de definir os indicadores que irão acompanhar a eficiência e eficácia das suas estratégias.

2 – Faça um diagnóstico do quadro atual

Um bom diagnóstico é fundamental para o sucesso do projeto e a melhor maneira de descobrir isso é ouvindo as pessoas. Sendo assim, faça um levantamento da percepção atual dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho. Tenha certeza que os maiores talentos, possam expressar o que é importante para sua permanência na organização e quais os fatores que tornam as propostas dos concorrentes tentadoras.

3 – Tenha uma comunicação alinhada com marca

Definir a mensagem que se quer passar na comunicação com o público que você deseja atingir é um fator importante. A linguagem da empresa deve ser única para todos, sem distinção entre níveis hierárquicos. Tenha um discurso claro, de fácil entendimento e que permita uma interação agradável. Alinhar conceitos de identidade da marca é fundamental para que a troca seja produtiva, promovendo maior envolvimento e engajamento coletivo.

4 – Identifique o perfil desejado para ocupar suas vagas

O perfil desejado para ocupar os cargos dentro de uma empresa deve estar alinhado com as necessidades dela. Definir seu público-alvo durante o processo de recrutamento, seleção e retenção é fundamental para formar o time corretamente. Um funcionário satisfeito, que se sente valorizado e inserido de verdade nos projetos da empresa, entende que faz parte de um contexto ainda maior. Neste caso há algo maior do que apenas salários e benefícios básicos, há um propósito.

5- Estabeleça atrativos para atingir seu público-alvo

Para que a empresa consiga conquistar os melhores candidatos é necessário que ela apresente algum diferencial atrativo em relação aos concorrentes, fazendo com que os bons profissionais desejem fazer parte do seu time. Quando a empresa vai além do convencional, a tendência é que o comprometimento e a dedicação ao trabalho ultrapassem o limite e o funcionário adote a postura de “dono”, vestindo a camisa e preservando a imagem da empresa.

6 – Utilize o marketing digital como aliado

O marketing digital é uma excelente estratégia de employer branding para atrair novos talentos e manter os atuais colaboradores motivados. As ações são simples e podem ser executadas através das redes sociais da empresa, mostrando fotos e vídeos com o dia a dia da empresa, divulgando depoimentos dos funcionários, deixando que eles falem com suas próprias palavras sobre como é a experiência de trabalhar nela. Tudo isso de forma alinhada e mostrando a sua cultura.

7 – Defina sua Employment Value Proposition – EVP

Employment Value Proposition ou EVP é o conjunto de qualidades e atributos pelos quais a empresa deseja ser associada como empregadora. É a valorização dos funcionários traduzida em recompensas e benefícios oferecidos de acordo com o desempenho, bem como as expectativas que os profissionais possuem sobre a evolução na carreira. Mas atenção: é fundamental que a empresa cumpra as promessas, caso contrário a credibilidade da organização é afetada e, em vez de positiva, a percepção dela como um bom lugar para trabalhar é seriamente comprometida.

8 – Fortaleça a cultura organizacional na empresa

Cultura organizacional é conjunto de crenças, princípios, hábitos e valores internos que fundamentam a maneira como os colaboradores pensam e agem. De acordo com a cultura de uma empresa é possível saber como a imagem de um negócio deverá ser usada para atrair os profissionais, por exemplo, mais neutra, formal ou descontraída. Compartilhe a cultura da empresa já no processo seletivo, assim conseguirá atrair candidatos que tenham valores semelhantes aos da empresa e aumentar a retenção deles.

9 – Proporcione um ambiente de trabalho agradável

Um local de trabalho limpo e organizado gera bem-estar nas pessoas que ali trabalham e isso aumenta a produtividade. Além disso, proporcionar momentos de descontração e integração, como confraternizações, lanches, etc., ajuda a melhorar o relacionamento entre a equipe. Com essas pequenas ações o colaborador tende a se sentir mais satisfeito e motivado na empresa.

10 – Reconheça o colaborador e um serviço bem realizado

Por menor que a empresa seja, toda tarefa executada por um colaborador contribui para o desenvolvimento dela. Quando um trabalho é desempenhado com excelência e o colaborador recebe um elogio, ele entende o seu valor e se sente motivado. Com isso ele fica engajado e trabalha cada vez melhor e feliz, criando o objetivo de crescer junto com a organização.

11 – Planeje bem as ações

Todas as ações devem ser bem planejadas e executadas em médio e longo prazo para não se esgotarem as fontes de boas práticas, correndo o risco de perder o encantamento. Pois, apenas ter boas intenções e momentos positivos não atribuiu a uma empresa o título de melhor para se trabalhar.

Por que ele é tão importante para a empresa?

Montar uma equipe de trabalho não é tarefa fácil. Exige muito esforço e talentos diversos para que ela possa trabalhar da maneira mais adequada para a realização de suas tarefas. Escolher os candidatos certos e diminuir os erros nas contratações é uma forma de manter o fluxo de trabalho saudável e evitar desperdícios financeiros. Sendo assim, o employer branding se mostra como uma excelente oportunidade para as empresas que desejam conquistar bons índices de atração e retenção de talentos.

Como o employer branding contribui com o crescimento da empresa?

O employer branding pode contribuir de muitas maneiras para o seu negócio. A gestão da marca empregadora aumenta a capacidade de atrair, recrutar e reter os colaboradores, facilitando a realização do plano de negócio e refletindo sua identidade. Manter um ambiente de trabalho saudável, que oferece reconhecimento, oportunidades de crescimento e aperfeiçoamento, valorizando as características individuais do profissional é uma das premissas para esse conceito dar certo.

Quais são seus benefícios?

Os benefícios do employer branding para a sua empresa são muitos, desde que ele seja aplicado corretamente e reflita aos candidatos o real perfil da organização. De nada adianta vender a sua empresa de uma maneira e, depois de aprovado, o funcionário descobrir que não é bem assim que as coisas funcionam. A prática do employer branding, acaba gerando impactos relevantes, como:

  • Reforça os valores da organização;
  • Atrai candidatos mais alinhados;
  • Aumenta a retenção de talentos;
  • Cria promotores da marca;
  • Impacta positivamente na produtividade;
  • Melhora os resultados da empresa;
  • Reduz custos com recrutamento.

 

Como o mercado reage a ele?

O Google, por exemplo, recebe todo ano, milhões de novas candidaturas para fazer parte da equipe de profissionais. Tudo isso em decorrência da relação que a marca estabelece com os seus colaboradores. Três atitudes chamam a atenção dos profissionais na hora da candidatura: employee experience, foco na construção de um plano de carreira e os benefícios variados.

Outra empresa que podemos usar de exemplo é a Netshoes. A empresa que hoje claramente aplica o employer branding, em 2014 não dispunha de uma política clara de cultura interna. Isso acabava prejudicando na busca por novos talentos. Depois que o RH da empresa colocou em prática os pilares institucionais da marca (missão, visão e valores), o cenário foi mudando. Hoje a Netshoes está entre as 25 empresas que o brasileiro mais deseja trabalhar.

Quais são as técnicas mais aplicadas pelas empresas que o praticam?

Para praticar o employer branding de forma assertiva, a empresa precisa aplicar algumas mudanças que se interligam, pois é ele é formado pelo conjunto de diversas técnicas independentes. É necessário que a empresa esteja por dentro de boas práticas que irão inovar sua rotina, como:

  • rotinas modernas;
  • flexibilidade de horários;
  • ambiente de integração;
  • oferecimento de benefícios corporativos;
  • flexibilidade no dress code;
  • valorização do colaborador;
  • plano de carreira e possibilidade de desenvolvimento;
  • menor burocracia;
  • liberdade criativa.

 

O employer branding começa de dentro para fora

Como podemos ver o employer branding além de atrair talentos, pois ele cria um ambiente interno agradável para quem já está na empresa, melhorando o clima. Isso acontece de duas maneiras: pela atitude positiva que os colaboradores têm em função das práticas voltadas para a sua satisfação no trabalho e por meio dos profissionais que foram contratados pela empresa.

Eles foram atraídos pela reputação da empresa, ou seja, já provaram que se identificam com a identidade do negócio. Esse comportamento homogêneo é essencial para o progresso da instituição.

Saiba ouvir seu público interno

As organizações que promovem uma comunicação aberta com seu público interno, fomentam ainda mais o clima de satisfação. Tal prática pode ser feita por meio de reuniões, feedbacks e a canais de mídias sociais corporativas.

Ao escutar a voz de seus colaboradores, a empresa não só ganha a admiração deles como também aumenta o desempenho do seu negócio. Além disso, os colaboradores sentem-se úteis e valorizados na instituição.

Como calcular o ROI do employer branding?

Para saber se o employer branding da sua empresa está fazendo um bom investimento é preciso monitorar e metrificar. Calcular o Retorno Sobre o Investimento (ROI) é uma maneira de garantir que a empresa está conseguindo colher os frutos com a utilização desta estratégia.

Com o ROI do employer branding, a empresa poderá saber exatamente o número de profissionais atraídos e agregados ao negócio, tudo isso considerando o prazo no qual as atividades foram implementadas.

O ROI é muito usado em ações de marketing promovidas pelas empresas. Mas direcionando para a área de Recursos Humanos, vamos ver um exemplo:

Imagina que você fez um Stand em um evento de Recrutamento e Seleção para atrair mais talentos que estejam interessados em trabalhar na sua empresa, investindo 10 mil reais e você acabou recebendo 50 mil currículos.

Para saber, basta aplicar a seguinte fórmula:

Fazendo o cálculo você verá que o ROI foi de 4 vezes ou 400%. Com essa fórmula é possível medir se a estratégia implementada deu resultados positivos ou negativos. Caso o investimento esteja maior que o ganho obtido, será necessário tomar ações corretivas, mudando a rota das atividade a fim de garantir o melhor resultado possível.

Através de um employer branding bem implementado é possível valorizar o capital humano e realizar uma gestão de pessoas mais eficaz. Retendo talentos dentro da organização, é possível garantir uma melhor produtividade por meio do engajamento e do sentimento de pertencimento dos colaboradores.

Percebeu como aplicar estas ações é importante para o sucesso de sua empresa?

Employer branding nada mais é do que criar uma cultura organizacional a partir dos valores genuínos da empresa e mostrar esta proposta de valor para os seus colaboradores. Serve não só para engajar os funcionários que já estão contratados, mas também para atrair o interesse dos maiores talentos do mercado.

Lembrando que a reputação de uma empresa tem muito a ver com o tipo de profissionais que irão compor a equipe interna. Quanto melhor for o conceito da organização, maior será o seu sucesso no mundo corporativo.

Não vá embora! Temos muito mais artigos como este.

O que podemos fazer
para melhorar sua gestão?

Clique no botão abaixo que teremos o prazer em ajudá-lo.

Contato

    RJ: (21) 3005.4074

    DF: (61) 2626.2705

    BA: (71) 2626.1205

    MG: (31) 2626.9127

    PR: (41) 2626.1267

    RS: (51) 2626.3109

Qual Solução você gostaria?