Importância do Bem-Estar no Local de Trabalho

Proporcionar o melhor bem-estar aos funcionários deve ser uma prioridade para todos os empregadores.

Neste artigo, mostraremos por que é crucial para empregadores e funcionários manter níveis ideais de bem-estar.

Além disso, você descobrirá como pode melhorar o bem-estar de seus funcionários agora e por que isso será mais importante no futuro.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

O que é bem-estar no local de trabalho

Os empregadores costumavam se concentrar nos benefícios de saúde ao falar sobre o bem-estar do funcionário.

Hoje, sabemos que bem-estar é mais do que simplesmente ausência de doença do funcionário. Significa otimizar a saúde em um sentido mais amplo.

Não se trata apenas do bem-estar físico, mas de outros componentes que não podem ser ignorados quando falamos sobre indivíduos saudáveis e com bom funcionamento.

A Organização Internacional do Trabalho define o bem-estar do funcionário como:

“O bem-estar no local de trabalho diz respeito a todos os aspectos da vida profissional, desde a qualidade e segurança do ambiente físico, até como os trabalhadores se sentem em relação ao seu trabalho, seu ambiente de trabalho, o clima no trabalho e a organização do trabalho.”

Em outras palavras, o termo de bem-estar do funcionário se expandiu do ponto de vista tradicional que se concentrava na prestação de cuidados médicos.

Hoje em dia, os empregadores estão cientes de muitos outros elementos e buscam tornar seus colaboradores mais felizes e saudáveis.

Por que o bem-estar no trabalho é mais importante do que nunca

Com o recente surto de COVID-19, muitos empregadores perceberam o impacto que o bem-estar dos funcionários tem em seu desempenho e, consequentemente, nos resultados de negócios.

Mais especificamente, psicólogos alertaram que a quarentena poderia desencadear aumento de doenças como depressão.

Muitos empregadores começaram a preparar cuidadosamente seus planos de retorno ao trabalho após a pandemia.

No entanto, o bem-estar dos funcionários era um tópico cada vez mais popular mesmo antes do COVID-19.

Veja por que o bem-estar dos funcionários é tão importante.

Reduz o absenteísmo e os custos de saúde

As empresas começaram a perceber que prevenir problemas relacionados ao esgotamento, estresse ou outras doenças, era menos dispendioso do que reagir a todos esses problemas quando eles já haviam acontecido.

Por exemplo, os dos funcionários de estilo de vida sedentários apresentam maiores possibilidades de ter diabetes, pressão alta e outras doenças.

Além disso, aqueles que afirmam ter frequentemente ou sempre sofrido de Burnout no trabalho têm 63% mais chances de faltar por doença.

Isso significa que o bem-estar do colaborador está diretamente relacionado ao absenteísmo e seu custo para os empregadores.

Por causa de seus muitos benefícios, as empresas começaram a implementar programas de bem-estar.

Eles apresentam muitas variações, mas de modo geral, os programas de bem-estar têm se mostrado eficazes na relação custo/benefício.

Aumenta o envolvimento dos funcionários

De acordo com pesquisas, 85% das empresas afirmam que os programas de bem-estar apoiam o envolvimento dos funcionários.

Quando um programa de bem-estar é implementado, o funcionário se sente mais conectado, sua saúde é elevada e, consequentemente, sua felicidade aumenta.

Todos esses fatores contribuem para maior nível de engajamento. No entanto, o engajamento também é influenciado pelo reconhecimento e boas práticas de feedback.

Aumenta a produtividade

Os funcionários que lidam melhor com o estresse têm menos probabilidade de sofrer de esgotamento.

No geral, quando o bem-estar do funcionário é otimizado, ele fica mais focado em seu trabalho e sua produtividade aumenta.

Fortalece a marca de empregador

Grande parte dos empregadores oferecem programas de bem-estar para atrair e reter talentos.

A busca pelos melhores do mercado é muito competitiva e os candidatos de alta qualidade têm várias opções de escolha para seu próximo empregador.

Proporcionar benefícios de bem-estar aos funcionários alinhados com sua força de trabalho futura é muito importante, se você deseja atrair os melhores candidatos que garantirão o sucesso dos negócios de sua empresa.

O que afeta de forma positiva o bem-estar do funcionário

Tornar o trabalho mais significativo e menos estressante é uma forma de criar um ambiente mais confortável, no qual seus colaboradores terão sucesso.

Você pode criar um impacto positivo de algumas maneiras, como:

Reconhecendo o trabalho dos seus funcionários

Quando o trabalho, dedicação e atuação em equipe são valorizados, seus colaboradores se sentem mais realizados e satisfeitos em seus empregos.

Além disso, o reconhecimento dos funcionários afeta positivamente a produtividade e cria uma cultura de valorização.

De modo geral, o reconhecimento tem o poder de inspirar seus funcionários e fazê-los perceber que são parte crucial da sua empresa.

Facilitando a comunicação contínua

Em função da pandemia, estamos diante de mais interrupções no trabalho do que nunca. O trabalho remoto veio para ficar, embora de forma menos invasiva do que durante o período mais crítico.

Permita que sua comunicação interna ocorra sem problemas e certifique-se de que todos recebam e estejam cientes dessa comunicação.

A maior dificuldade dos colaboradores de trabalho remoto é a falta de comunicação e colaboração.

Ao facilitar a comunicação contínua, você pode aliviar uma das principais fontes de estresse relacionado ao trabalho.

Ouvindo seus colaboradores

Seus funcionários querem ser ouvidos. Quando eles têm queixas que não são atendidas, começam a sentir que sua opinião não importa.

Além disso, ouvindo e agindo de acordo com suas solicitações sempre que possível pode fazer com que se sintam um membro valioso da organização.

Isso torna o trabalho de seus funcionários mais significativo, aumentando o bem-estar deles.

Dando feedback regular e oportuno

Receber feedback regular deixa 68% dos funcionários mais satisfeitos com seu trabalho.

Quando você dá feedback continuamente, sua força de trabalho sente que seu crescimento é importante para você.

Além disso, seus funcionários podem descobrir como trabalhar melhor, o que lhes permite aprimorar suas habilidades e continuar aprendendo.

Mostrando empatia

Mostrar empatia e ter compaixão pelos problemas de seus funcionários criará um vínculo emocional entre você e eles e humanizará seu local de trabalho.

Eles irão reconhecer que você os percebe também como indivíduos.

O que é um programa de bem-estar do funcionário

Em termos simples, são programas ou políticas destinadas a melhorar a saúde física, emocional e financeira de seus funcionários.

O objetivo principal desses programas é melhorar o moral e o engajamento.

Quanto mais engajada sua força de trabalho, mais produtiva ela será, o que definitivamente tem um impacto direto no sucesso da sua empresa.

Uma coisa importante a se ter em mente é que os programas de bem-estar dos funcionários não devem ser confundidos com benefícios ou planos de saúde.

Os programas de bem-estar dos funcionários podem ser únicos, sazonais ou muitas vezes perpétuos e os custos são relativamente baixos.

Embora a maioria dos programas se concentre nos aspectos da saúde, muitas empresas oferecem opções em outras áreas.

Podemos agrupar os programas em algumas áreas diferentes:

  • Programas com foco na saúde: treinamento para perda de peso, fornecimento de lanches saudáveis e prevenção de doenças.
  • Programas sociais com foco na comunidade: voluntariado em grupo, tempo de folga remunerado para voluntariado.
  • Programas com foco na educação: fornecendo programas de treinamento individual ou em grupo, cursos e seminários.
  • Programas focados em finanças pessoais: educar os funcionários sobre finanças pessoais por meio de seminários ou fornecer incentivos financeiros e outras vantagens.

 

Não existe uma abordagem padronizada para ter uma iniciativa de bem-estar do funcionário em sua empresa.

Cada organização faz isso de maneira diferente com base em sua localização, cultura, orçamento ou número de funcionários.

Os sete pilares do bem-estar do funcionário

Hoje, o bem-estar dos funcionários se expandiu além do físico para se concentrar na construção de uma cultura de bem-estar holístico.

Pesquisas nesse sentido identificaram sete pilares que podem orientar os líderes e gestores à medida que eles priorizam o bem-estar de seus funcionários. Os sete pilares, são:

Pilar 1: Bem-estar físico

Atualmente, o bem-estar físico abrange muitos aspectos, incluindo exercícios, sono, estilo de vida geral e escolhas alimentares.

As empresas com visão de futuro estão se concentrando em comunicar a importância dos hábitos diários para melhorar a saúde física de seus colaboradores.

Pilar 2: Bem-estar na carreira

A pandemia levou um número crescente de trabalhadores a reavaliar seus objetivos de carreira.

Muitos trabalhadores planejam procurar um novo emprego assim que a pandemia passar e 48% estão repensando o emprego que desejam no futuro.

O que está impulsionando essa migração de talentos é a necessidade de continuar trabalhando remotamente, buscar um plano de remuneração melhor e melhorar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Na visão dos empregadores, isso significa implementar novas estratégias para reter seus talentos, como programas de aprendizagem, aumento da remuneração e desenvolvimento profissional.

Além disso, entendem que existe a necessidade de criar novas oportunidades de mobilidade interna de talentos, coaching online e treinamento de resiliência para ajudar os funcionários a lidar com grandes interrupções e novas formas de trabalhar.

Pilar 3: Bem-estar financeiro

De acordo com estudos, as finanças são a principal causa do estresse dos colaboradores, acima de seu trabalho, saúde e relacionamentos combinados.

Quase dois terços de uma amostra de 1.600 funcionários em tempo integral afirmaram que seu estresse financeiro aumentou desde o início da pandemia e que esse fator causou distração no trabalho.

Esses colaboradores também são mais propensos a procurar um novo empregador que acreditem se importar mais com seu bem-estar financeiro do que seu empregador atual.

Pilar 4: Bem-estar social

Ter amizades significativas em sua vida pessoal e profissional é um dos principais indicadores de felicidade a longo prazo. Essas relações podem ser um amortecedor durante situações estressantes.

Além disso, também impactam os resultados financeiros de uma organização em termos de absenteísmo, presenteísmo, qualidade de trabalho e lealdade.

Construir comunidades fortes no local de trabalho também pode ajudar com os sentimentos de solidão, que se tornaram predominantes durante a pandemia.

Pilar 5: Bem-estar da comunidade

Oferecer aos funcionários oportunidades de se envolverem em programas voluntários aprofundará os laços que um funcionário tem com seu empregador, sua comunidade local e o planeta.

O patrocínio de programas comunitários por empregadores é uma excelente forma de engajar e reter funcionários e, ao mesmo tempo, melhorar a sustentabilidade.

Pilar 6: Bem-estar emocional

Mesmo antes do COVID-19, apoiar a saúde mental dos funcionários estava se tornando uma prioridade maior para muitas empresas, uma vez que seus benefícios têm um efeito profundo no desempenho do trabalhador e da organização.

Um em cada cinco trabalhadores afirma que sua saúde mental está pior do que antes da pandemia.

As empresas estão tomando medidas deliberadas para desestigmatizar a saúde mental e criando novos compromissos para o local de trabalho híbrido.

Esses compromissos em torno do bem-estar, inclusão e flexibilidade enfatizam a crença de que o trabalho não é aonde você o realiza, mas o que você faz para entregar resultados.

Pilar 7: Bem-estar com propósitos

O propósito fundamenta as organizações em um conjunto de valores e os funcionários desejam cada vez mais trabalhar para uma empresa cujos valores correspondam aos seus.

O Relatório de Tendências do Capital Humano Global de 2021 da Deloitte compartilhou que, nos últimos dois anos, 44% dos Millennials e 49% da Geração Z disseram que fizeram escolhas sobre o tipo de trabalho que estão preparados para fazer e as organizações para as quais estão dispostos a trabalhar com base em sua ética pessoal.

E isso se traduz no envolvimento geral dos funcionários. Uma pesquisa recente do Gartner descobriu que, quando uma organização atuou nas questões sociais de hoje, a proporção de trabalhadores considerados altamente engajados aumentou de 40% para 60%.

O desejo dos funcionários de trabalhar para organizações cujos valores se alinham aos seus próprios será um critério importante na seleção de um novo empregador.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Agora é com você!

À medida que o mercado de talentos continua a aquecer, os novos contratados esperam que sua empresa se envolva ativamente e fale sobre os debates culturais do momento.

Em resumo, a pandemia deu aos empregadores maior visibilidade das lutas na vida de seus funcionários e mudou o foco de questões apenas organizacionais para experiências de vida humana individuais.

Os líderes agora veem o bem-estar não apenas como um benefício para os colaboradores, mas como uma oportunidade de apoiá-los em todos os aspectos de suas vidas pessoais e profissionais.