Tipos de Remuneração: Quais São e Como Usá-los de Forma Estratégica

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook
A maioria das pessoas costuma confundir os termos remuneração e salário, mas eles são diferentes entre si. Pois o salário é apenas um dos tipos de remuneração e esta se refere à soma do salário com outros complementos.

Existem diferentes tipos de remuneração que quando utilizados de forma estratégica podem ajudar a reter e a atrair talentos.

Neste artigo vamos mostrar 7 tipos de remuneração, sua importância e como usá-los de forma estratégica em sua empresa.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Como funciona a remuneração?

A remuneração é a soma do salário estipulado em contrato com outras vantagens que são concedidas através do desempenho do funcionário.

Existem 7 tipos principais de remuneração, entre elas: funcional, salário indireto, por habilidades, por competências, comissões, participação nos lucros ou resultados e participação acionária.

O principal objetivo da remuneração é incentivar a produtividade dos funcionários para mantê-los comprometidos e proporcionar bons resultados para a empresa.

Por que é importante adotar os tipos de remuneração?

Porque por meio dos tipos de remuneração os colaboradores são estimulados a terem um melhor desempenho na empresa, além de serem gratificados por seu esforço, assim deixando-os mais satisfeitos.

Dessa forma os talentos podem ser retidos dentro da empresa, o que resulta na diminuição da taxa de rotatividade ao mesmo tempo em que novos talentos são atraídos para a organização.

Quais os principais tipos de remuneração?

Existem sete principais tipos de remuneração que podem ser usados em diferentes casos. Vamos conhecê-los:

Remuneração funcional

Este primeiro tipo de remuneração é o mais comum nas empresas, pois se ajusta ao cargo do profissional. Assim sendo o salário se torna maior quanto mais importância tiver o cargo do funcionário.

A remuneração funcional é dada de acordo com a descrição e avaliação dos cargos, faixas de salários, pesquisa de salários e política. Por meio desse tipo de remuneração há uma igualdade de salários dentro da organização, promovendo um sentimento de justiça entre os funcionários.

Além disso, para a empresa fica mais fácil melhorar e organizar a folha de pagamento. O funcionário ainda pode ter uma visão ampla sobre os cargos existentes e onde deve se empenhar mais para se desenvolver profissionalmente dentro da organização.

Salário indireto

O salário indireto nada mais é do que os benefícios que são pagos juntamente com o salário do funcionário. Entre esses benefícios estão:

  • vale-refeição;
  • vale-transporte;
  • plano de saúde;
  • auxílio creche;
  • pagamento de estudos em geral;
  • trabalho em home-office;
  • vale-farmácia;
  • auxílio financeiro;
  • outros.

 

Esses benefícios geralmente são oferecidos de forma automática, já sendo estipulado no contrato, portanto são independentes da escolha do funcionário.

Isso pode ser vantajoso para o colaborador ou não, depende de cada caso.

No entanto é algo que chama a atenção dos candidatos que desejam ingressar na empresa. Dessa forma a empresa se torna atrativa no mercado.

Remuneração por habilidades

Esse tipo de remuneração se refere às habilidades do funcionário, levando em conta seus conhecimentos e aptidões pessoais. Dessa forma a pessoa é remunerada por saber algo a mais, como por exemplo, ter conhecimento em inglês.

Mas não basta mostrar um certificado de conclusão de curso o funcionário deve demonstrar as habilidades na prática. Assim a empresa incentiva seus colaboradores a se aperfeiçoarem profissionalmente, o que pode trazer ótimos resultados para a organização.

Remuneração por competências

A remuneração por competências é bem parecida com o tipo de remuneração anterior, o que muda é o tipo de cargos a que ela se encontra relacionada.

Enquanto que a remuneração por habilidades está relacionada a cargos operacionais a por competência se interliga a cargos gerenciais. É importante que a empresa que deseja adotar esses tipos de remuneração descubra quais habilidades e competências são essenciais para ela.

Dessa forma poderá buscar essas características em seus colaboradores dentro da organização, avaliando o desempenho e os resultados alcançados pelos funcionários baseando-se nessas habilidades e competências.

Participação nos lucros ou resultados

De acordo com o artigo 2 da lei nº10.101 a participação nos lucros ou resultados deve ser negociado entre a empresa e seus funcionários por meio de comissão paritária escolhida pelas partes, convenção ou acordo coletivo.

Nesse tipo de remuneração o colaborador tem direito a uma porcentagem sobre os rendimentos da organização. Isso aumenta a motivação e faz com que os funcionários se sintam parte da empresa, sendo uma boa medida para os cargos operacionais, uma vez que os gestores já usufruem de outras bonificações.

Dessa forma os colaboradores se sentem mais motivados e aumentam sua produtividade, assim proporcionando melhores resultados para a empresa.

Comissões e premiações

É um tipo de remuneração variável, que depende dos resultados que os colaboradores geram para a empresa. A comissão é uma porcentagem dada devido à realização de um negócio, como uma venda, fechamento de contrato ou mesmo vitória em processos judiciais.

Já a premiação é dada de acordo com o alcance de metas que podem ser tanto individuais como coletivas, sendo que nesse caso pode ser tanto oferecido um benefício financeiro como uma experiência de vida, como um jantar ou um dia de folga, por exemplo.

Por meio desse tipo de remuneração a organização recompensa seus funcionários, assim valorizando seu trabalho e motivando-os a ser mais produtivos.

Participação acionária

A participação acionária é um dos tipos mais complicados de remuneração, onde os funcionários recebem uma porcentagem de ações da empresa, assim tornando-se coproprietários da mesma.

Dessa forma os funcionários aumentam seu engajamento ao mesmo tempo em que se identificam melhor com a empresa. Assim passando a se dedicar mais para alcançar bons resultados, uma vez que além do salário poderão se beneficiar com os dividendos das ações que possuem ou mesmo ganhar um bom dinheiro revendendo-as.

No entanto esse tipo de remuneração deve ser muito bem planejado para que não haja prejuízos para a empresa ou para os funcionários.

Como eleger os melhores tipos de remuneração para sua empresa?

Como você viu são sete tipos de remuneração, sendo que cada um tem seu benefício tanto para os funcionários como para a empresa. Você pode adotar mais de um tipo, podendo oferecer diferentes benefícios para cada função.

Mas antes de eleger os melhores tipos de remuneração para sua organização há algumas coisas que você deve considerar, como:

Tipos de remuneração

Primeiramente você deve analisar os tipos de remuneração, vendo que cada um possui um propósito. Assim você deve refletir sobre quais os tipos de remuneração que serão mais úteis para você na empresa e que vão te ajudar a alcançar os objetivos que traçou para seu negócio.

Objetivos

Depois de analisar os tipos de remuneração você deve estabelecer os objetivos do seu negócio e relacioná-los ao tipo de remuneração que for mais adequado. Se seu objetivo é aumentar a produtividade dos funcionários o salário indireto ou participação nos lucros podem ajudar.

Cargos e salários

É importante que você leve em consideração os cargos e os salários ao dar a remuneração a seus funcionários. Pois ela deve estar de acordo com a posição do colaborador.

Assim sendo não faz sentido um funcionário que trabalha na parte operacional da empresa ganhar uma comissão, o que se adequaria melhor seria a participação nos lucros ou resultados.

Da mesma forma que um funcionário que tem um cargo de gestão não deve ganhar o mesmo que os membros de sua equipe, uma vez que ele ocupa um cargo que exige mais.

Benefícios vantajosos para todos

É essencial que as remunerações escolhidas sejam vantajosas tanto para os funcionários como para a empresa. Por exemplo, o salário indireto que ao mesmo tempo em que atrai colaboradores para trabalhar na empresa proporciona benefícios a eles.

Dessa forma esse tipo de remuneração contribui para o desenvolvimento da empresa, tornando-a mais atrativa no mercado.

Outro bom exemplo é da participação nos lucros e resultados que aumenta o engajamento dos funcionários enquanto que os recompensa por seu bom desempenho.

Custo

Você também deve se atentar ao custo que esses tipos de remuneração trarão à empresa. A participação acionária, por exemplo, apesar de ser muito custosa pode ser vantajosa para algumas posições estratégicas.

Por isso é recomendado analisar a relação de custo-benefício de todos os tipos de remuneração, para ver qual mais se adéqua à realidade da empresa.

» Processos Seletivos + Rápidos e Eficientes
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Analise e escolha qual o melhor para sua empresa!

Como você pode ver neste artigo os tipos de remuneração foram criados para não só recompensar funcionários, mas engajá-los a apresentar um melhor desempenho, o que aumenta a produtividade e traz mais resultados para a empresa.

Além disso, os tipos de remuneração também servem para atrair e reter talentos, melhorando a reputação da empresa perante o mercado.

Mostramos sete tipos de remuneração, cada qual com sua função e resultado. Entre eles: remuneração funcional, salário indireto, remuneração por habilidades, remuneração por competências, participação nos lucros ou resultados, comissões e premiações e participação acionária.

Para eleger quais os melhores tipos de remuneração para sua empresa cabe a você analisar cada um deles e relacioná-los aos objetivos da organização, devendo escolher aquele que mais se adequar à sua situação atual.

Dessa forma poderá trazer benefícios a seus funcionários ao mesmo tempo em que ajuda a empresa a obter melhores resultados. Assim todos saem ganhando e sua empresa terá um melhor desenvolvimento.

Não vá embora! Veja nossos Artigos mais Recentes:

O que podemos fazer
para melhorar sua gestão?

Clique no botão abaixo que teremos o prazer em ajudá-lo.

Contato

    RJ: (21) 3005.4074

    DF: (61) 2626.2705

    BA: (71) 2626.1205

    MG: (31) 2626.9127

    PR: (41) 2626.1267

    RS: (51) 2626.3109

Qual Solução você gostaria?