Saúde Mental na Empresa: Como garantir o bem-estar dos funcionários?

Nos últimos anos, a preocupação com a saúde mental no local de trabalho foi pauta de discussão dentro das empresas líderes de mercado, tendo em vista que o tema impacta em vários aspectos na vida dos indivíduos, inclusive o âmbito profissional como um todo.

Para um colaborador de uma assistência técnica cuja principal atividade é o fornecimento do serviço de conserto de notebooks, a falta de saúde mental afeta a rotina de trabalho como um todo, impactando a produtividade.

É importante que, ao realizar suas tarefas rotineiras de trabalho, os funcionários estejam focados e dando a devida atenção para a execução de atividades. Mas, na prática, esse foco é afetado por questões endógenas e exógenas.

Isso quer dizer que as relações interpessoais entram no escopo de preocupação de empresas e colaboradores, afinal, se não houver plenitude para os mesmos, certamente a rotina de trabalho, bem como a produtividade, serão prejudicados.

É verdade que a inteligência emocional é uma competência fundamental aos funcionários, todavia cabe às organizações conferirem condições adequadas para que as pessoas consigam efetivamente cumprir efetivamente as suas responsabilidades laborais.

Logo, em um negócio dedicado à prestação de serviço de frete fiorino, além do fornecimento adequado das ferramentas e equipamentos para a realização do trabalho, medidas que corroboram para um clima organizacional positivo, devem ser tomadas.

Afinal, o que é saúde mental no ambiente corporativo?

Especialistas apontam que a saúde mental corresponde à qualidade de vida e à sensação de bem-estar, indo ao encontro do conceito indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Aspectos como a administração de sentimentos e a capacidade de lidar com questões diversas no dia a dia são afetados diretamente com a qualidade de vida.

Considere que, ao assumir a responsabilidade de produção de adesivos personalizados atacado, um colaborador não tenha conseguido na prática atender aos prazos acordados no momento de definição do projeto, refletindo nas entregas ao cliente final.

Ao ser questionado por seus gestores, o colaborador indicou que tem sido afetado pela relação com outros colegas de equipe. Acontece que, devido à má comunicação e relacionamento entre os colaboradores, não há um clima adequado de trabalho.

Visando apresentar a solução ideal para solucionar o problema, a empresa pediu apoio da gerente do departamento de Recursos Humanos para atender a dificuldade de relacionamento entre os sujeitos.

Após um levantamento minucioso de informações, foram encontrados determinados pontos pelos colaboradores como os motivos que podem ter impactado no relacionamento entre si, como:

  • Políticas inadequadas para executar a rotina de trabalho;
  • Má comunicação e gestão discriminatória;
  • Baixa perspectiva de desenvolvimento profissional;
  • Inflexibilidade.

Com os resultados obtidos após o levantamento, com a finalidade de proporcionar melhorias ao clima organizacional e evitar os reflexos nos objetivos e metas empresariais, foram adotadas formas de atender aos pontos sinalizados.

A mesma ação foi tomada por um outro negócio do segmento, como uma gráfica que produz crachá pvc personalizado, ao notar o quanto as relações interpessoais estavam afetando as entregas ao consumidor final, e por isso, implementou estratégias assertivas.

Por intermédio de um levantamento realizado pela equipe responsável pela gestão de pessoas, um plano de ação voltado para priorizar e valorizar a saúde mental dos colaboradores foi adotado.

Transtornos mentais e a rotina de trabalho

Certamente, diversas pessoas estão propensas ao desenvolvimento de algum transtorno mental e emocional ao longo da vida, ou então já tenham nascido com problemas de saúde mental que se manifestaram ao longo dos anos, como a depressão e a ansiedade.

Isso acontece como consequência de desequilíbrios na bioquímica cerebral, que impedem o corpo de produzir substâncias como a serotonina de forma suficiente para assegurar que haja o bem-estar rotineiro.

Em partes, não está exclusivamente dentro da alçada dos indivíduos evitar o acometimento desse tipo de transtornos, posto que elementos como a herança genética, criação obtida na infância e ambiente de trabalho certamente impactam nesse sentido.

Por esse motivo, é comum que empresas que conferem pressão na rotina de trabalho disponham um momento exclusivo para que os funcionários possam realizar aula de meditação para estresse em prol de uma melhor qualidade de vida.

É inevitável que as pessoas desenvolvam transtornos mentais e emocionais. Claro que uma boa alimentação e frequência nas atividades físicas podem contribuir para retardar esse acometimento.

Todavia, é imprescindível que as organizações e as pessoas que trabalham nesses locais tenham a verdadeira consciência que onde há pessoas, com certeza questões de problemas de saúde podem vir a acontecer.

Dado esse cenário inclusive, a diversidade e inclusão são pautas discutidas regularmente entre os principais atores do mercado, como as corporações líderes e referência, órgãos reguladores do trabalho, organizações internacionais e claro, colaboradores.

Especialistas em saúde mental ainda agregam na discussão com o argumento de que a tendência para os próximos anos é o aumento da chamada “doença do trabalho”, termo traduzido do inglês que se refere ao burnout.

A Síndrome de Burnout é uma questão emocional que gera improdutividade, depressão, ansiedade, estresse excessivo e indisposição nas pessoas como consequência de uma rotina de trabalho sobrecarregada.

Conforme a medida preventiva de saúde, a indicação médica é que, dentro do ambiente corporativo, determinadas ações sejam tomadas não para remediar ou solucionar um problema, mas sim, evitar o seu surgimento.

1. Necessidade de desacelerar

O primeiro ponto a ser considerado para as empresas que queiram adotar medidas preventivas em prol da saúde mental dos seus colaboradores é desacelerar.

Para um prestador de serviços na instalação de espelho escritório, o delongar é o mesmo que contar com a melhor divisão de atividades. É verdade que trabalhos manuais ou não demandam além de tempo, foco e atenção dos funcionários.

Com um alto volume de trabalho torna-se complexo dar o foco e atenção e ainda contar com tempo hábil para cumprir com todas as atividades delegadas. Por isso, ir devagar é necessário.

Seja com a diminuição do volume de trabalho por um determinado período, reorganização de funções assumidas por funcionários, disponibilizar o day-off com emendas de feriados e redução da carga horária ou automatizar processos, as empresas conseguem desacelerar.

Essa medida não precisa efetivamente afetar o faturamento e o alcance de metas, pelo contrário: ela assume a posição de um método assertivo que garante condições melhores de trabalho. 

2. Reajustar políticas

As políticas encontradas em uma empresa apontam para a cultura que a mesma possui. Isso quer dizer que as políticas são o modo que as relações com os funcionários, mercado e clientes são ordenadas.

Atualmente, o mercado vem enfrentando movimentações no que tange às políticas empresariais, afetando diretamente a cultura organizacional bem como o clima. Logo, há um rompimento com os padrões tradicionais das organizações.

O choque de gerações se tornou o principal motivador das inovações de cultura no mercado, afinal, se antes a antiga geração de pessoas dedicava-se para cumprir com os objetivos e metas da empresa a qualquer custo, a nova geração tem outra perspectiva.

A perspectiva defendida pela nova geração não é a de não atingimento das metas, mas sim que existe a valorização de metas e objetivos. Contudo, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional deve ser levado em consideração.

Por essa razão, um reajuste de políticas que conceda qualidade de vida aos funcionários é essencial para que, ao longo de projetos, não seja desconsiderado o bem-estar e o desenvolvimento pessoal e profissional dos colaboradores.

3. Ferramentas adequadas

Contar com as ferramentas adequadas de trabalho com certeza impacta a saúde mental, isso porque a boa execução das tarefas só é possível com os métodos certos.

Em ambientes que valorizam os colaboradores dentro das esferas profissional e pessoal, são encontradas frequentemente ações de melhorias, as quais devem ser realizadas a partir do relacionamento ganha-ganha.

Dentro da gestão empresarial de uma gráfica dedicada ao fornecimento de brindes criativos para empresas, a interação entre os interesses defendidos pela empresa e o colaborador é o meio para determinar ações e melhorias.

Portanto, a intersecção de interesses entre colaboradores e companhia deve estar inserida no escopo analisado para implementar ferramentas e melhorias, proporcionando não só facilidade em atingir resultados como também valorizar a saúde mental.

4. Saúde mental em pauta

Por fim, a principal ação que deve ser tomada para as empresas como forma de garantir o bem-estar dos colaboradores, certamente é considerar a existência dos transtornos mentais e emocionais, além de encorajá-los a enfrentar tais questões.

Existem tabus que perpetuam esse tema dentro da sociedade, mas as novas tendências vão de encontro com os pensamentos tradicionais. Logo, a saúde mental é sim um assunto que deve ser abordado.

Assim, dentro de uma fábrica dedicada na produção de bloco de notas capa dura personalizado a gestão de pessoas pode realizar um cronograma para abordar o tema com os colaboradores.

As empresas podem contar com palestras, oficinas e até mesmo parcerias com clínicas focadas no atendimento psicológico para apoiar os funcionários a romperem tais paradigmas e enfrentar questões individuais de forma exitosa.

Considerações finais

A saúde mental, apesar de haver um certo preconceito, é um aspecto que afeta todas as pessoas e em cenários diversos de suas vidas. Para o meio corporativo, com certeza a produtividade, relações interpessoais e resultados são pontos de atenção.

Contudo, as empresas devem oferecer condições de bem-estar, da mesma forma como os funcionários também são protagonistas para garantir a sua própria qualidade de vida.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe

Não vá embora! Veja nossos Artigos mais Recentes:

O que podemos fazer
para melhorar sua gestão?

Clique no botão abaixo que teremos o prazer em ajudá-lo.