Competências Profissionais: Como Desenvolvê-las em sua Empresa

As competências profissionais são muito valorizadas nas empresas, pois é por meio delas que os colaboradores são capazes de realizar suas atividades, se desenvolver e contribuir para o crescimento da organização.

Neste artigo você vai entender o que são competências profissionais, sua importância, quais os tipos e exemplos de competências e como desenvolvê-las em sua empresa.

 

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

O que são competências profissionais?

É o conjunto de conhecimentos e habilidades que um profissional adquire ao longo de sua trajetória.

Assim, nada mais é do que sua capacidade em realizar tarefas por meio de seu aprendizado tanto nos estudos como na experiência de trabalho, tendo como objetivo corresponder às exigências do mercado.

Qual a importância das competências profissionais?

Por meio das competências profissionais o colaborador se torna mais capaz de realizar seu trabalho e atender as demandas da empresa.

Cada empresa necessita de competências específicas, tudo vai depender do tipo do negócio.

Quais são os tipos de competências profissionais?

As competências são divididas em três tipos principais: organizacionais, técnicas e comportamentais.

Vamos conhecer cada uma delas e exemplos de competências profissionais.

Competências organizacionais

É o conjunto de habilidades, conhecimentos e ações que diferenciam a empresa no mercado, tornando-a autêntica entre as outras.

Essas competências são classificadas em:

  • básicas: o que mantém a empresa em funcionamento. Exemplos: bom atendimento, produtos de qualidade, organização, etc;
  • essenciais: o que a torna diferente da concorrência. Exemplo: métodos de treinamento para funcionários;
  • dos colaboradores: habilidades e conhecimentos dos funcionários. Exemplo: inovadores, estratégicos, cooperativos.

 

Competências técnicas

É o conjunto de conhecimentos e habilidades dos colaboradores adquiridos por meio da educação formal, cursos, treinamentos, entre outros, com o intuito de realizar suas atividades de forma eficaz.

Exemplos de competências técnicas mais valorizadas no mercado de trabalho são: marketing digital, informática e tecnologia, habilidade de negociação, análise de dados e espírito empreendedor.

É esperado que o colaborador continue adquirindo conhecimento para se manter competitivo no mercado.

Competências comportamentais

É o conjunto de comportamentos e ações que os colaboradores têm e os estimulam a realizar seu trabalho.

Algumas das competências que o mercado valoriza são: capacidade de trabalhar em equipe, automotivação e iniciativa, ética, inteligência emocional, capacidade para solucionar problemas, liderança, flexibilidade e gestão de conhecimento.

Como desenvolver as competências profissionais na sua empresa?

Para desenvolver as competências profissionais entre seus colaboradores é importante que a empresa realize a gestão por competência.

A gestão com competência é o gerenciamento de ações que visam melhorar os processos dos recursos humanos, tendo como objetivo desenvolver as competências profissionais.

Vamos conhecer essas ações.

Identificação e acompanhamento das competências

Nesse caso é realizado um mapeamento para identificar quais as competências que a empresa precisa desenvolver para alcançar seus objetivos.

Para isso a empresa usa quatro etapas: pesquisa, observação, análise e descrição.

A pesquisa pode ser feita por meio da análise de documentos ou por meio de questionários.

No caso da observação é feita no ambiente de trabalho para identificar informações por meio do clima organizacional.

Já a análise nada mais é do que a interpretação das informações geradas pelas etapas de pesquisa e observação.

Por outro lado, na descrição é realizada a elaboração de uma lista das competências necessárias para cada função dentro da empresa.

Alteração no processo de seleção

Já no processo seletivo a empresa pode identificar as competências profissionais dos candidatos.

Para isso é preciso desenvolver algumas técnicas de seleção como dinâmicas de grupo, provas situacionais, entrevistas, psicodramas, entre outros.

É diferente de uma seleção tradicional que leva em conta apenas o perfil profissional do candidato.

Assim é feito o uso de fatos e evidências que tem como objetivo contratar por competência.

Remuneração por competências

Além do processo seletivo é preciso haver uma mudança nos planos de carreira.

Dessa forma deve haver um gerenciamento dos cargos, que são pensados levando em consideração as competências que eles exigem.

Assim, pessoas que apresentarem determinadas competências estarão mais preparadas para ocupar diferentes funções e serem melhor remuneradas.

Treinamentos e capacitação

Além de contratar um funcionário apto a exercer a função de certo cargo, é essencial que a empresa invista em treinamentos e capacitação para treinar os novos e antigos funcionários.

O objetivo é ajudá-los a desenvolver as competências exigidas pelos cargos.

Isso pode tanto ser feito dentro da empresa como fora dela por meio de parcerias com instituições de ensino ou incentivo à qualificação profissional.

Aumentar o valor das competências dentro da empresa

Por meio dos treinamentos e incentivos à qualificação profissional o valor das competências passa a ser fixado na cultura organizacional.

Assim os colaboradores podem passar a desenvolver hábitos e costumes relacionados ao desenvolvimento de competências.
Isso permite que todos cresçam juntos e contribuam para o desenvolvimento da empresa.

Ver o reconhecimento das competências da empresa

Na medida em que as competências são desenvolvidas dentro da empresa é possível ver o reconhecimento das mesmas, seja por meio de um cliente satisfeito com o atendimento ou com algum serviço prestado.

Assim a empresa pode se tornar reconhecida por seus funcionários apresentarem determinada competência e continuar desenvolvendo-a para que se torne um diferencial.

Como por exemplo, ótimo atendimento.

Por que desenvolver as competências profissionais na sua empresa?

Porque poderá ajudar os colaboradores a desenvolver suas competências técnicas e comportamentais, assim ajudando a empresa a alcançar seus objetivos no mercado.

Além disso, há alguns benefícios que a empresa passa a adquirir colocando a gestão de competências em prática.

Vamos conhecê-los.

Aumento da produtividade

Com a gestão de competências, os colaboradores se tornam mais aptos a atuarem em suas funções realizando as atividades com mais agilidade e qualidade.

Dessa forma a produtividade aumenta, o que pode também elevar as demandas da empresa e a geração de lucros.

Desenvolvimento de programas de capacitação eficientes

Ao gerenciar as competências de forma estratégica é possível desenvolver programas de capacitação de melhor qualidade.

Dessa forma, além de ensinar alguma habilidade técnica aos funcionários, o programa pode levar em consideração a missão, valores e objetivos da empresa.

Assim pode ajudar a bater as metas do negócio e haver o retorno do investimento.

Incentivo ao uso de práticas de reconhecimento e valorização dos funcionários

Por meio dos treinamentos e capacitação os gestores passam a ver a importância de investir em seus funcionários, passando a reconhecê-los e a dar mais valor ao seu trabalho.

Melhora da avaliação de desempenho

A gestão de competências também permite que a avaliação de desempenho seja elaborada de maneira mais eficaz e assim ser capaz de analisar melhor a performance de cada colaborador.

Exploração do potencial dos colaboradores

A gestão de competências permite a exploração do potencial dos colaboradores, pois todos passam a desenvolver mais competências, o que ajuda a cada funcionário a crescer profissionalmente.

Retenção de talentos

Por meio dos treinamentos e capacitações os funcionários se sentem mais valorizados dentro da empresa e a tendência é que continuem atuando nela para continuar se desenvolvendo.

Formação de ambiente mais cooperativo

Ao aprenderem juntos os funcionários passam a colaborar entre si, passando conhecimento e agindo de forma mais cooperativa.

Assim há uma melhora no clima organizacional da empresa, o que torna o ambiente de trabalho mais amigável e saudável.

Diminuição dos gastos

Mais satisfeitos com o ambiente de trabalho e a valorização dos gestores, há grandes chances de diminuir a taxa de turnover dentro da empresa.

Isso ajudará a evitar gastos com demissões e novas contratações.

» Processos Seletivos + Rápidos e Eficientes
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Superação das metas

Com a gestão por competência, a performance dos colaboradores aumenta, e unindo-se a criação de um ambiente mais colaborativo e a melhora do clima organizacional há grandes chances das metas serem superadas.

Pois os funcionários poderão fazer o trabalho com um desempenho melhor.

Como você viu as competências profissionais são o conjunto de conhecimentos e habilidades que o colaborador usa para realizar suas atividades dentro da empresa.

As competências tornam o profissional apto a atuar da melhor forma possível e assim atingir os objetivos da empresa.

Há três tipos de competências:

  • 1 – competências organizacionais: o que diferencia a empresa no mercado e faz com que ela ganhe destaque. Exemplos desse tipo de competência são: organização, bom atendimento, métodos de treinamento e colaboradores atenciosos e responsáveis;
  • 2 – competências técnicas: conjunto de conhecimentos e habilidades dos colaboradores adquiridos por meio de cursos e capacitação. Exemplos desse tipo de competência são: marketing digital, habilidade de negociação e espírito empreendedor;
  • 3 – competências comportamentais: conjunto de comportamentos e ações que os colaboradores adquiriram e os estimulam a trabalhar. Exemplos desse tipo de competência são trabalho em equipe, automotivação, inteligência emocional, liderança, entre outros.

 

As competências podem ser desenvolvidas por meio da gestão de competências em várias ações, como:

  • identificação e acompanhamento das competências;
  • alteração no processo de seleção;
  • remuneração por competências;
  • treinamentos e capacitação;
  • aumentar o valor das competências dentro da empresa;
  • ver o reconhecimento das competências da empresa.

 

A gestão de competências pode gerar vários benefícios tanto para a empresa como funcionários, como:

  • aumento da produtividade;
  • desenvolvimento de programas de capacitação eficientes;
  • melhora da avaliação de desempenho;
  • exploração do potencial dos colaboradores;
  • retenção de talentos;
  • formação de ambiente mais cooperativo;
  • diminuição dos gastos;
  • superação das metas.

 

Por isso, valorizar as competências profissionais e realizar a gestão de competências são ações que podem impactar positivamente sua empresa.

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook

Não vá embora! Veja nossos Artigos mais Recentes:

O que podemos fazer
para melhorar sua gestão?

Clique no botão abaixo que teremos o prazer em ajudá-lo.