Plano de Sucessão: O que é? Como aplicar na sua empresa?

O plano de sucessão é um processo que prepara profissionais para cargos elevados com o intuito de substituir colaboradores que irão se desligar da empresa. Dessa forma a organização não tem de sofrer com a falta de determinado profissional e não tem gastos e nem corre riscos com novas contratações.

Para aplicar esse processo é necessário realizar uma série de ações que ajudem a selecionar os funcionários mais aptos a assumirem determinada posição e a habilitar o escolhido.

Vamos te mostrar mais informações interessantes sobre o assunto para que você fique a par dos benefícios do plano de sucessão e entenda como implementá-lo na sua empresa.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

O que é plano de sucessão?

Trata-se de um procedimento que visa reconhecer e promover a evolução de pessoas que tenham capacidade para responsabilizar-se por cargos importantes dentro da empresa.

Dessa forma os profissionais são melhor aproveitados, tendo como objetivo manter os bons resultados da organização, mas ao mesmo tempo auxiliando os colaboradores a crescerem profissionalmente.

Quando o plano de sucessão é aplicado de maneira eficaz há um risco menor da empresa perder sua posição no mercado e também diminuir a lucratividade de seus investidores.

Como funciona o plano de sucessão?

Esse processo funciona por meio de um planejamento, pois é preciso avaliar quais setores e cargos são mais relevantes na empresa para que possa ser realizado um programa de capacitação e liderança de candidatos que deverão ser selecionados dentro da empresa.

O objetivo do plano de sucessão é que as atividades da empresa se mantenham com tranquilidade, sem gerar riscos e prejuízos, visando a sustentabilidade do negócio.

O processo geralmente é transparente e divulgado de maneira honesta para os envolvidos. Devem ser realizadas algumas etapas para que tudo ocorra da melhor forma possível.

Vamos conhecê-las:

  • avaliar as necessidades de se realizar um plano de sucessão;
  • identificar quais as habilidades técnicas e comportamentais dos cargos escolhidos;
  • planejar um sistema de mapeamento das vagas selecionadas;
  • reconhecer quais profissionais são aptos a ocupar os cargos em questão;
  • realizar um plano de ação;
  • promover o treinamento em conjunto com o RH.

 

Quais os benefícios do plano de sucessão?

Esse procedimento proporciona benefícios não só para a empresa como para o colaborador. Vamos conhecê-los:

Permite a continuidade da empresa

O plano de sucessão permite que profissionais capacitados sejam preparados para ocuparem cargos estratégicos dentro da companhia.

Dessa forma ela não é prejudicada devido a um desligamento inesperado e pode continuar seu trabalho da mesma maneira que antes, pois conta com colaboradores aptos a assumir posições importantes dentro da empresa.

Dá mais motivação aos funcionários

Muitos profissionais sonham em crescer dentro da empresa em que trabalham, por isso ao ver um plano de sucessão ser implementado se sentem mais motivados, pois percebem que a organização está valorizando seu trabalho.

Assim os colaboradores se comprometem mais com o trabalho e se empenham em apresentar melhores resultados, o que é muito benéfico para a empresa.

Promove uma taxa menor de turnover

Funcionários mais motivados sentem menos vontade de deixar a empresa, pois se sentem incentivados dentro dela e por isso há uma diminuição da taxa de turnover, que envolve desligamentos na companhia.

Proporciona menos gastos com novas contratações

Todo novo processo seletivo gera gastos para a empresa, pois envolve a divulgação das vagas, entrevistas e treinamentos. Mas com o plano de sucessão isso não é necessário, uma vez que você aproveita os talentos que tem na sua empresa.

Dessa forma não é preciso custear novas contratações, sendo que o dinheiro que seria gasto com isso pode ser utilizado no próprio processo de sucessão que, além disso, tem mais chances de dar certo do que novos processos seletivos.

Quais os desafios do plano de sucessão?

Apesar dos benefícios esse processo traz alguns desafios para os gestores, entre eles:

  • não aproveitamento total dos talentos internos, pois não são avaliados com atenção, assim havendo o risco de não serem encontradas pessoas capacitadas para a sucessão dentro da empresa;
  • pressa por encontrar um sucessor totalmente pronto, o que acaba deixando de lado bons candidatos e assim acaba atrapalhando a implementação do plano de sucessão;
  • busca por um sucessor idêntico ao profissional que ocupa o cargo atualmente, pois não existem pessoas idênticas, o que é necessário avaliar são as competências técnicas e comportamentais necessárias para a ocupação de determinada posição;
  • não discutir previamente as medidas necessárias para realizar a sucessão de funcionários, pois assim os gestores podem ser pegos de surpresa, o que prejudica o bom andamento do processo;
  • ter cuidado em planos de sucessão que envolvem mais de um candidato para que os que não forem escolhidos se sintam desvalorizados, nesse caso algumas empresas realizam a recolocação dos colaboradores em outros setores onde são necessários.

 

Qual a diferença de plano de sucessão e plano de carreira?

É fácil confundir os processos de plano de sucessão e plano de carreira, mas apesar de os dois envolverem o desenvolvimento profissional são diferentes um do outro.

O plano de sucessão como vimos tem por objetivo ajudar na evolução de colaboradores que tem potencial para sucederem profissionais que ocupam cargos elevados, já o plano de carreira tem como foco ajudar o funcionário a crescer tanto no quesito pessoal quanto profissional dentro da organização.

Então podemos concluir que o primeiro visa o futuro do negócio enquanto que o segundo se baseia no sucesso do profissional. No entanto é importante unir esses dois processos, pois assim os funcionários se tornarão mais capacitados, o que melhorará seu desempenho e produtividade.

Como aplicar o plano de sucessão em sua empresa?

O processo difere de uma empresa para outra, pois depende de vários fatores como necessidades da organização,setor em que ela trabalha e cargos considerados estratégicos para seu sucesso no mercado.

No entanto existem alguns passos que podem ajudar você a entender como aplicar o plano de sucessão na sua empresa. Vamos conhecê-los.

Passo 1 – Planejamento

O primeiro passo envolve o planejamento do processo, uma vez que é necessário realizar uma reunião com a equipe encarregada de realizar o plano de sucessão. Pois assim é possível gerenciá-lo melhor e analisar o que precisa ser ajustado.

Passo 2 – Reconhecimento de profissionais capacitados

O segundo passo é reconhecer quais os talentos que existem dentro da organização.

Para isso é preciso que haja uma constante avaliação da performance dos funcionários por parte dos gestores, assim é possível conhecer as habilidades e limitações de cada um e saber quem tem as competências indicadas para ocupar um cargo de liderança.

Passo 3 – Mapeamento dos objetivos da empresa por um período longo

É importante que ao fazer o planejamento do plano de sucessão você realize o mapeamento dos objetivos da empresa a longo prazo. Dessa forma você será capaz de escolher candidatos aptos para os cargos mais importantes e que ao mesmo tempo suas habilidades tenham relação com os objetivos da organização.

Assim quando houver um desligamento, os candidatos escolhidos estarão preparados para continuar com o trabalho da melhor forma possível, de modo que não haja prejuízos para a empresa.

Passo 4 – Especifique as funções de cada posição

As funções dos cargos devem ser especificadas, pois assim podem ser determinadas as características e habilidades tanto pessoais como profissionais dos colaboradores que poderão ocupá-los. Dessa forma você terá noção de quais são as melhores opções de candidatos para serem selecionados.

Para que isso seja alcançado é preciso que você detalhe as atividades realizadas pelo cargo em questão de maneira clara e objetiva, o que tornará mais fácil a escolha dos candidatos mais capacitados para ocupar determinada posição.

Passo 5 – Elabore testes para avaliar a habilidade de liderança

Ao eleger os candidatos para ocupar determinado cargo é bom elaborar testes para avaliar sua habilidade de liderança. Isso pode ser feito de duas maneiras, na primeira o gestor deve passar tarefas que estejam a seu encargo para que esses profissionais possam realizá-las.

A segunda onde a empresa coloca os colaboradores à frente da equipe quando o gestor estiver ausente. Dessa forma é possível analisar se determinados colaboradores possuem características de líder, uma vez que estão sendo selecionados para cargos de gestão.

» Processos Seletivos + Rápidos e Eficientes
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Prepare sua equipe!

Como você viu o plano de sucessão é um processo que envolve o desenvolvimento de profissionais com o intuito de que sejam preparados para ocupar cargos de gestão importantes na empresa. Essa prática envolve alguns benefícios para a empresa, como: permite a continuidade da organização, dá mais motivação aos funcionários, promove uma taxa menor de turnover e proporciona menos gastos com novas contratações.

Para aplicar o plano de sucesso é necessário seguir cinco passos principais, entre eles:

  1. realizar um planejamento;
  2. reconhecer profissionais capacitados;
  3. mapear os objetivos da empresa por um longo período;
  4. especificar as funções de cada posição;
  5. elaborar testes para avaliar a habilidade de liderança.

 

No entanto existem alguns desafios ao implementar esse processo e que devem ser superados para que ele seja feito com todo o cuidado e da melhor forma possível, dessa forma será possível selecionar profissionais capacitados e que sejam aptos a assumirem os cargos elegidos, o que beneficiará não só a empresa como os próprios funcionários que terão a oportunidade de se desenvolver profissionalmente.

Planilha Gratuita

Controle o Desempenho dos Colaboradores de Forma Prática, Fácil e Eficiente!

Insira seu MELHOR E-MAIL abaixo e receba a planilha agora mesmo, de forma gratuita.