Planejamento de Carreira: O Que é e Como Fazer!

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on facebook

O planejamento de carreira proporciona a escolha de um caminho, uma rota profissional construída por você mesmo, com base em suas habilidades, conhecimentos, preferências e personalidade.

Uma carreira pode ser definida como todos os empregos ocupados por uma pessoa durante sua vida profissional.

Consiste em uma série de experiências em atividades adequadamente sequenciadas, levando a um nível crescente de responsabilidade, status, poder e recompensas.

Em outras palavras, é uma sequência de atividades de trabalho separadas, mas relacionadas, que proporcionam continuidade, ordem e significado na vida de uma pessoa. Esta é a visão objetiva da carreira de uma pessoa.

No entanto, há também um elemento subjetivo no conceito de carreira, no sentido de que mudanças nas atitudes, motivação e valores ocorrem à medida que a pessoa envelhece.

Em ambas as perspectivas, o foco está no indivíduo. Carreira, portanto, representa um movimento organizado, oportuno e positivo, moldado por muitos fatores, por exemplo, educação, experiência, desempenho, família e oportunidades.

O que é o Planejamento de Carreira?

Planejamento de carreira é um processo de combinar sistematicamente metas de carreira e capacidades individuais com oportunidades para sua realização.

São atividades e ações que você toma para alcançar seus objetivos individuais. Planejamento de carreira é o processo contínuo em que você:

  • Explora seus interesses e habilidades;
  • Planeja estrategicamente seus objetivos de carreira; e
  • Cria o seu futuro trabalho de sucesso, projetando planos de aprendizagem e ação para ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

 

No geral, o desenvolvimento da carreira envolve estar ciente dos objetivos e valores pessoais e dos objetivos do trabalho.

Significa continuamente aprender e aplicar novos conhecimentos, aproveitando as oportunidades e assumindo riscos, a fim de ajudar a organização em que você trabalha a ser produtiva e eficaz, ao mesmo tempo em que você atinge suas metas profissionais e pessoais.

Como Fazer um Planejamento de Carreira

O planejamento de carreira é um processo contínuo que pode ajudá-lo a gerenciar seu aprendizado e desenvolvimento. Você pode usar o processo de planejamento de quatro etapas, seja você:

  • Um estudante;
  • Um recém formado;
  • Um profissional acrescentando habilidades; ou
  • Um profissional mudando seu emprego ou sua carreira.

 

Planejamento de carreira é o processo contínuo de:

  • Pensar em seus interesses, valores, habilidades e preferências;
  • Explorar as opções de vida, trabalho e aprendizado disponíveis para você;
  • Garantir que o seu trabalho se adapte às suas circunstâncias pessoais; e
  • Aperfeiçoar seus planos de trabalho e aprendizado para ajudá-lo a gerenciar as mudanças em sua vida e no mundo profissional.

 

Você pode revisitar e fazer uso deste processo durante toda a sua carreira. Comece na etapa mais relevante para você agora.

Etapas de Um Planejamento de Carreira

O processo de planejamento de carreira tem basicamente quatro etapas:

  • Etapa 1: conhecendo a si mesmo
  • Etapa 2: descobrindo
  • Etapa 3: tomando decisões
  • Etapa 4: agindo

 

Etapa 1: Conhecendo a si mesmo

Comece pensando em onde você está agora, onde você quer estar e como chegará lá.

Depois de pensar onde você está agora e onde você quer estar, você pode trabalhar para conhecer suas habilidades, interesses e valores.

A avaliação cuidadosa de suas forças individuais e necessidades financeiras é um passo vital e muitas vezes negligenciado no planejamento de carreira.

Para avaliar a adequação das opções de trabalho, é importante saber quem você é como pessoa e quem deseja se tornar como profissional.

A autoavaliação é uma maneira de aprender sobre si mesmo reunindo dados que incluem informações sobre seus valores, interesses, tipo de personalidade e aptidões relacionados ao trabalho.

Seu objetivo será encontrar ocupações que sejam adequadas com base nos resultados. Naturalmente, há outros fatores que você terá que pesar ao tomar uma decisão final, mas isso acontecerá durante outra etapa do processo, em que você efetivamente irá explorar uma carreira.

Para conhecer-se melhor comece fazendo a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Onde estou agora?
  • Onde eu quero estar?
  • O que eu quero de um emprego ou carreira?
  • O que eu gosto de fazer?
  • Quais são meus pontos fortes?
  • O que é importante para mim?

 

No final deste passo, você terá uma ideia mais clara do seu trabalho ou meta de aprendizado e suas preferências individuais.

Você pode usar essas informações sobre si mesmo como sua “lista de desejos” pessoal, com a qual você pode comparar todas as informações coletadas na etapa 2. Suas preferências pessoais são muito úteis para ajudá-lo a escolher sua melhor opção neste momento.

Etapa 2: descobrindo

Este passo é sobre explorar as ocupações e áreas de aprendizagem que lhe interessam. Depois de ter alguma ideia de suas preferências profissionais, você pode pesquisar as habilidades e qualificações específicas necessárias para essas ocupações.

Explore as ocupações que lhe interessam e pergunte-se:

  • Como minhas habilidades e interesses combinam com essas ocupações?
  • Onde estão as lacunas?
  • Quais opções eu tenho para obter essas habilidades ou me qualificar para essas ocupações?
  • Quais habilidades eu preciso?
  • Onde encontro essas ocupações?

 

No final deste passo, você terá uma lista de ocupações preferenciais e / ou opções de aprendizado.

Etapa 3: tomando decisões

Essa etapa envolve comparar suas opções, restringir suas escolhas e pensar sobre o que melhor se adequa a você neste momento.

Pergunte a si mesmo:

  • Quais são as minhas melhores opções de trabalho / treinamento?
  • Como elas combinam com minhas habilidades, interesses e valores?
  • Como elas se encaixam no atual mercado de trabalho?
  • Como elas se encaixam na minha situação e responsabilidades atuais?
  • Quais são as vantagens e desvantagens de cada opção?
  • O que vai ajudar e o que vai me atrapalhar?
  • O que posso fazer sobre isso?

 

No final deste passo, você terá reduzido suas opções e terá uma ideia do que precisa fazer para ajudá-lo a atingir suas metas.

Etapa 4: agindo

Aqui você planeja as etapas necessárias para colocar seu plano em ação. Use tudo o que você aprendeu sobre suas habilidades, interesses e valores, juntamente com as informações coletadas sobre o mundo do trabalho para criar seu plano.

Comece perguntando a si mesmo:

  • Quais ações / etapas me ajudarão a alcançar meus objetivos de trabalho, treinamento e carreira?
  • Onde posso obter ajuda?
  • Quem vai me apoiar?

 

No final deste passo, você terá:

  • Um planejamento de carreira que irá ajudá-lo a explorar ainda mais suas opções por exemplo, experiência de trabalho, atividades supervisionadas em outras áreas ou mais pesquisas; ou
  • Um plano que define as etapas para ajudá-lo a alcançar sua próxima meta de aprendizado ou trabalho.

 

Decida qual etapa é relevante para você agora e comece a partir daí.

Definindo Metas de Curto e Longo Prazo Para Sua Carreira

Você pode sentir que estabelecer metas de longo prazo e de curto prazo é uma perda de tempo. Não cometa esse erro. Não planejar o futuro pode ser caótico.

Como definir metas afeta seu sucesso na carreira

Definir metas é um componente significativo do processo de planejamento de carreira. Para ter uma carreira bem-sucedida e satisfatória, defina seus objetivos e desenvolva uma estratégia para alcançá-los.

Um roteiro que irá levá-lo de escolher uma ocupação para trabalhar e ter sucesso nela é chamado de plano de ação profissional.

Seu plano de ação de carreira deve ter metas de longo e curto prazo. É imperativo incluir as etapas a serem tomadas para alcançar cada uma delas, além de maneiras de contornar barreiras que possam atrapalhar seu caminho.

Como os planos, mesmo os bem pensados, nem sempre funcionam, também é essencial incluir alternativas para implementar quando necessário.

A diferença entre metas de curto e longo prazo

Os objetivos são classificados em duas categorias: metas de curto prazo e metas de longo prazo. Você poderá atingir uma meta de curto prazo em aproximadamente seis meses a três anos, enquanto normalmente levará de três a cinco anos para alcançar uma meta de longo prazo.

Para atingir cada meta de longo prazo, você deve primeiro realizar uma série de metas de curto prazo e metas adicionais de longo prazo.

Por exemplo, digamos que você queira se tornar um médico. Esse pode ser o seu objetivo definitivo a longo prazo, mas antes que você possa alcançá-lo, você deve realizar alguns outros, por exemplo, faculdade completa, especialização e residência médica.

Então, ao longo do caminho para atingir essas metas de longo prazo, existem várias outras de curto prazo a serem eliminadas primeiro.

Planejamento de Carreira Aumentam Suas Chances de Sucesso

Seu trabalho árduo desempenhará o papel mais proeminente em seu sucesso, mas se você não formular seus objetivos corretamente, será muito mais difícil realizá-los. Suas metas de curto e longo prazo devem atender aos seguintes critérios:

Tenha objetivos específicos

Você pode dizer: “Eu quero ser bem sucedido”. Bem, quem não quer? Mas você pode definir o que significa sucesso?

Sucesso para uma pessoa pode significar tornar-se CEO de uma empresa, enquanto para outra pessoa, pode significar trabalhar por conta própria.

Seus objetivos devem ser mensuráveis. Tenha um prazo para alcançar seus objetivos e uma maneira de determinar quando você os alcançou.

Não seja negativo

Seu objetivo deve ser algo que você deseja alcançar, em vez de algo que você deseja evitar. É muito melhor dizer, por exemplo:

“Quero melhorar minhas habilidades nos próximos quatro anos e me qualificar para um emprego melhor” do que “não quero ficar preso nesse emprego por mais quatro anos”.

Seja realista

Seus objetivos de longo prazo devem ser compatíveis com suas habilidades. Afirmando “Eu quero ganhar o Oscar de Melhor Ator” se você não tem o menor talento para representar, você estará pronto para o fracasso.

Seu objetivo deve ser alcançado dentro de seu prazo

Quebre uma meta de longo prazo em metas menores. É melhor dar pequenos passos de maneira firme e consistente do que arriscar um salto gigantesco.

Combine cada meta com uma ação. Por exemplo, se seu objetivo é se tornar um escritor, inscreva-se em uma aula de redação.

Seja flexível

Do planejamento de carreira para a execução, muitas coisas podem acontecer na sua vida. Não desista se encontrar barreiras que ameacem impedir seu progresso.

Em vez disso, modifique suas metas de acordo. Digamos que sua necessidade de continuar trabalhando o impeça de ir para a faculdade em período integral.

Embora não seja possível terminar o curso escolhido no tempo mínimo, você pode continuar frequentando de acordo com suas possibilidades atuais, ao invés de desistir do curso.

Flexibilidade também significa estar disposto a deixar ir os objetivos que não são mais significativos e, em vez disso, colocar sua energia em perseguir outros.

Como Desenvolver sua Carreira

Em uma época de frequentes mudanças no trabalho, onde os empregadores demonstram hesitação em investir no desenvolvimento de colaboradores individuais, o desenvolvimento da autogestão é um componente cada vez mais importante do sucesso no local de trabalho.

Para os trabalhadores ambiciosos, o autodesenvolvimento é um meio eficaz e, em alguns casos, o único meio de acelerar o progresso ao longo da carreira.

Conheça algumas dicas para assumir o controle de seu desenvolvimento e acelerar sua carreira:

Coloque a estratégia em primeiro lugar

Quando combinado com o fato de que um terço dos colaboradores relatam que seus líderes não ajudam no desenvolvimento da carreira, é aparente que os trabalhadores de hoje devem ser proativos.

Concentre-se em alcançar habilidades comercializáveis, ganhar experiência com empregadores cujos nomes se destacam em um currículo e, o mais importante, construir uma robusta lista de apoiadores.

Uma forma de os profissionais ampliarem suas redes é encontrar um mentor. Os mentores não precisam ser líderes experientes.

Um mentor pode ser um colega de trabalho apenas alguns anos à frente na carreira. Enquanto o mentor tiver habilidades ensináveis ​​e uma disposição para participar da transferência de conhecimento e construção de redes, a orientação pode ter impactos profundamente positivos na sua carreira.

Seja seu próprio diretor de marketing

As trajetórias de carreira dos dias atuais estão intrinsecamente ligadas à forma como somos representados nos dados, especialmente online.

Os departamentos de recursos humanos verificam os currículos dos candidatos em busca de palavras-chave. As pesquisas do Google são certamente o mecanismo padrão para identificar contratações em potencial. Portanto, é vital que você disponibilize seus dados.

Os trabalhadores de hoje devem se tornar seus próprios “Diretores de marketing”, analisando, refinando e melhorando constantemente a maneira como aparecem no mercado de trabalho.

Uma das melhores abordagens para obter uma vantagem competitiva e melhorar a imagem do mercado é através da educação.

Oportunidades educacionais a curto prazo incluem webinars informativos, workshops de fim de semana e cursos online maciços abertos.

Para aqueles que buscam oportunidades de desenvolvimento mais aprofundado, programas de graduação com foco profissional e programas corporativos internos representam opções de alta qualidade que fornecem habilidades e conhecimentos valiosos bem como credenciais comercializáveis.

Peça Feedback – mesmo que seja negativo

É indiscutível que a inteligência artificial, o aprendizado de máquina e outros avanços tecnológicos irão revolucionar o mercado de trabalho e reformular os empregos de formas imprevistas.

No entanto, mesmo que certos trabalhos sejam alterados ou transformados, as tendências do mercado indicam que os colaboradores com habilidades sutis e inteligência emocional terão maior probabilidade de sucesso no local de trabalho em mudança.

A verificação dos pontos fortes e fracos das habilidades sociais é um primeiro passo crítico para a realização de melhorias, e a melhor maneira para os indivíduos avaliarem sua proficiência atual é pedir feedback aos outros.

Em contraste com o ideal dos anos 50 do “homem da empresa”, onde o trabalho árduo e a lealdade a uma organização levaram à promoção ao longo do tempo, o local de trabalho de hoje espera maior individualidade, criatividade e flexibilidade dos colaboradores.

Hoje, subir para cargos de liderança exige que eles elaborem suas próprias estratégias de desenvolvimento de autogestão.

Essas valiosas lições podem ser aplicadas por todos os profissionais que aspiram a níveis mais altos de liderança e alimentam de maneira confiável o crescimento de sua carreira.

Não vá embora! Temos muito mais artigos como este.

O que podemos fazer
para melhorar sua gestão?

Clique no botão abaixo que teremos o prazer em ajudá-lo.

Contato

    RJ: (21) 3005.4074

    DF: (61) 2626.2705

    BA: (71) 2626.1205

    MG: (31) 2626.9127

    PR: (41) 2626.1267

    RS: (51) 2626.3109

Qual Solução você gostaria?