Empatia no Trabalho

A empatia é como um solvente universal. Qualquer problema imerso em empatia torna-se solúvel.” – Simon Baron-Cohen – psicólogo clínico britânico.

Compreender as emoções de outras pessoas é uma habilidade fundamental no local de trabalho. Pode nos permitir resolver conflitos, construir equipes mais produtivas e melhorar nosso relacionamento com colegas e clientes.

Mas, embora a maioria de nós esteja confiante em aprender novas habilidades técnicas, podemos nos sentir mal equipados para desenvolver nossas habilidades interpessoais.

E muitas pessoas têm vergonha de discutir seus próprios sentimentos.

Neste artigo, exploramos o que realmente significa mostrar empatia.

Veremos como algumas ações simples podem nos ajudar a criar conexões mais fortes, construir uma cultura de honestidade e abertura e fazer uma diferença real no bem-estar emocional e na produtividade de nossos colegas.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

O que é empatia?

Em sua forma mais simples, a empatia é a capacidade de reconhecer emoções nos outros e entender as perspectivas de outras pessoas sobre uma situação.

Em sua forma mais desenvolvida, a empatia permite que você use essa percepção para melhorar o humor de outra pessoa e apoiá-la em situações desafiadoras.

A empatia é muitas vezes confundida com simpatia, mas não são a mesma coisa. A simpatia é um sentimento de preocupação por alguém, não envolvendo perspectivas ou dividir emoções.

Você pode sentir simpatia por alguém que vê chorando na rua, por exemplo, sem saber nada sobre sua situação.

De acordo com o psicólogo Daniel Goleman, a empatia é um dos cinco componentes-chave da inteligência emocional – uma habilidade vital de liderança.

Desenvolve-se através de três estágios:

Empatia cognitiva

A empatia cognitiva é a capacidade de entender o que outra pessoa pode estar pensando ou sentindo. Não precisa ter nenhum envolvimento emocional do observador.

Os líderes podem achar a empatia cognitiva útil para entender como os membros de sua equipe estão se sentindo e, portanto, qual estilo de liderança obteria o melhor resultado.

Da mesma forma, os executivos de vendas podem usá-la para avaliar o humor de um cliente, ajudando-os a escolher o tom mais eficaz para uma conversa.

A empatia cognitiva é uma habilidade principalmente racional, intelectual e emocionalmente neutra. Isso significa que algumas pessoas a usam para fins negativos.

Por exemplo, aqueles com um traço de personalidade maquiavélico podem usar a empatia cognitiva para manipular pessoas emocionalmente vulneráveis.

Empatia emocional

A empatia emocional é a capacidade de compartilhar os sentimentos de outra pessoa e, assim, entender essa pessoa em um nível mais profundo.

Às vezes é chamada de “empatia afetiva” porque afeta ou muda o observador. Não é apenas uma questão de saber como alguém se sente, mas de criar um relacionamento genuíno com essa pessoa.

Para alguns de nós, esse tipo de empatia pode ser esmagadora. Pessoas com fortes tendências empáticas podem ficar imersas nos problemas ou na dor dos outros, às vezes prejudicando seu próprio bem-estar emocional.

Isso é particularmente verdadeiro se elas não se sentirem capazes de resolver a situação.

Você pode evitar esse tipo de esgotamento de generosidade emocional fazendo pausas, verificando seus limites e fortalecendo sua capacidade de lidar com um papel tão exigente.

Qualquer pessoa que lidere uma equipe se beneficiará de desenvolver pelo menos alguma empatia emocional.

Ajuda a construir a confiança entre as lideranças e os membros da equipe, desenvolver a honestidade e a abertura. Mas a empatia é mais valiosa quando combinada com ação.

Empatia compassiva

A empatia compassiva é a forma mais ativa de empatia. Envolve não apenas ter preocupação com outra pessoa e compartilhar sua dor emocional, mas também tomar medidas práticas para reduzi-la.

Por exemplo, imagine que um dos membros de sua equipe está chateado e irritado porque foi mal em uma apresentação importante.

Reconhecer sua mágoa é valioso e afirmar sua reação mostrando sinais desses sentimentos, ainda mais.

Mas o melhor de tudo é reservar algum tempo para ele e oferecer apoio prático ou orientação para superar a situação e se preparar para a próxima vez.

O que significa empatia no trabalho?

A empatia é mais do que esperar que seus funcionários se coloquem no lugar de seus colegas e entendam sua perspectiva.

É algo que precisa ser construído com paciência, porque no final das contas, eles não são uma família – apenas uma coorte de pessoas trabalhando juntas.

Você precisa tomar medidas que encorajem seu pessoal a reconhecer as emoções e sentimentos uns dos outros e obter insights sobre seu humor.

Dessa forma, eles se sentirão motivados a se apoiarem durante os conflitos, ou momentos desafiadores.

A empatia no local de trabalho é a capacidade de considerar e entender a perspectiva do seu colega ou membro da equipe.

Quando você, como funcionário, mostra empatia, significa que você entende como é estar no lugar de outra pessoa, você ganha uma noção de sua experiência e os sentimentos que ela pode estar tendo e você a apoia nessas situações difíceis.

Por exemplo, quando um funcionário percebe que um novo contratado está tendo dificuldades com uma tarefa, entende a situação e se oferece para orientá-lo.

Importância da empatia no trabalho

A empatia é uma característica que muitos gerentes de contratação procuram ao recrutar funcionários.

Aqui estão algumas razões pelas quais a empatia no local de trabalho é uma habilidade importante:

Melhora as habilidades sociais

Independentemente do setor ou do trabalho, incentivar seus funcionários a manter relações positivas com colegas e clientes irá melhorar continuamente suas habilidades sociais, fator importante para seu crescimento profissional.

Seus clientes serão capazes de construir confiança e lealdade para com seus funcionários. Como gerente, você pode treinar seu pessoal para ser mais empático:

  • Fazendo mais perguntas;
  • Sendo mais observador;
  • Respondendo com atenção;
  • Entendendo e atendendo as necessidades do cliente.

Faz de cada funcionário um grande jogador de equipe

A empatia é uma habilidade importante exigida de cada funcionário para trabalhar em sincronia com os outros membros da equipe.

Quando eles entendem os pontos de vista de outras pessoas, fica mais fácil para sua equipe resolver rapidamente quaisquer problemas.

Em 2016, o Google iniciou uma pesquisa: o Projeto Aristóteles sobre por que algumas de suas equipes se saíram bem, enquanto outras não.

Os grupos que obtiveram mais sucesso apresentaram características, como:

  • Cada membro da equipe foi capaz de participar igualmente e expressar sua opinião durante as conversas. Todos falaram aproximadamente a mesma quantidade.
  • Os membros da equipe foram capazes de entender com sucesso as “pistas não verbais” uns dos outros, como tom de voz e expressões.
  • Sempre que um funcionário parecia se sentir deprimido, seus colegas eram capazes de demonstrar preocupação e apoiá-lo durante os momentos difíceis.

Promove a conexão

A empatia é a base da inteligência emocional. A capacidade de se conectar com os outros e mostrar empatia é essencial. É o que torna uma pessoa humana.

Além de nossas relações pessoais, o local de trabalho exige isso porque as pessoas em uma empresa precisam se dar bem umas com as outras e estar dispostas a se ajudarem.

Conectar-se com seus funcionários ajuda você a apreciar seus pontos de vista, bem como a se comunicar com clareza e falar sobre quaisquer preocupações que eles possam ter.

Além disso, os líderes emocionalmente inteligentes são mais eficazes e produtivos porque sabem reconhecer os sentimentos e as necessidades de seus funcionários e incutir neles uma sensação de confiança para o sucesso.

Esses líderes também tendem a obter melhores resultados porque podem efetivamente remover barreiras que prejudicariam a produtividade, promovendo relacionamentos mais fortes com suas equipes.

Além disso, promovem um sentimento de pertencimento entre todos da equipe.

Um gerente que entende o que cada pessoa precisa pode trabalhar para manter o moral alto e dar um senso de propósito e realização, garantindo que cada pessoa tenha a oportunidade de oferecer o seu melhor.

Abastece a produtividade

A empatia incentiva a colaboração que alimenta a produtividade, o que resulta em maior satisfação e sucesso dos funcionários.

A falta de empatia entre os funcionários remotos geralmente leva a uma sensação de isolamento, prejudicando sua produtividade.

Você pode criar empatia entre seus funcionários organizando sessões que envolvam interações cara a cara.

Outra abordagem seria mostrar como sua contribuição é valiosa e que tipo de impacto positivo seu trabalho deixa nas pessoas. Isso os levará a trabalhar mais e os motivará a colaborar com seus colegas.

Melhora a competência cultural

As empresas com uma cultura de mente aberta e receptiva se orgulham de ter uma força de trabalho diversificada.

Isso significa que funcionários de diferentes culturas se reúnem para trabalhar em direção a um objetivo comum.

Fomentar uma cultura de trabalho onde as pessoas possam colaborar sem problemas, sem conflitos, requer treinamento em empatia.

A escuta empática da cultura de outros funcionários pode mudar progressivamente a atitude de alguém em relação a eles.

Ajuda a construir conexões interraciais positivas que promovem um ecossistema de confiança e crescimento.

Você pode aprender empatia?

A empatia é genética? A resposta é sim. Pesquisas mostram que a capacidade de praticar a empatia é influenciada pela genética.

Os cientistas encontraram variações em dois genes que podem explicar a capacidade de um indivíduo de ler e responder a sinais sociais com mais precisão.

Para aqueles que não são geneticamente empáticos, as barreiras potenciais para sentir empatia podem ser:

  • Sua educação;
  • Como as pessoas o tratavam quando tinha problemas emocionais;
  • Mensagens que recebeu sobre o valor de expressar emoções;
  • Medo de ficar sobrecarregado ou ser percebido de uma certa maneira.

Independentemente disso, as habilidades de empatia são ensináveis.

Embora algumas pessoas tenham um dom natural para a inteligência emocional e a empatia, é possível adquirir essas habilidades por conta própria.

De fato, a inteligência emocional está intimamente relacionada à empatia.

Assim como as pessoas aprendem um novo comportamento ou habilidade, elas podem aprender empatia implementando um ciclo de instruções, modelando, ensaiando e recebendo feedback.

Quanto mais você entender o estado emocional de outra pessoa, melhor será capaz de responder.

Exemplos de empatia no local de trabalho

Exemplos da vida real de empatia no local de trabalho podem ser os seguintes:

Um professor simpatiza com um aluno que tem problemas com um curso ou tópico organizando uma atividade extracurricular.

As equipes de marketing, produto e vendas têm empatia ao entender os pontos problemáticos dos clientes e criar soluções para facilitar suas vidas.

Um redator de conteúdo tem empatia com os desafios de seu público-alvo escrevendo um artigo que destaca suas jornadas emocionais e fornece uma solução.

Nas organizações, os colegas de trabalho demonstram empatia colaborando e pedindo ajuda uns aos outros.

Os colegas ouvem respeitosamente, entendem as diferentes perspectivas de seus colegas de trabalho e compartilham seu próprio ponto de vista durante as sessões de brainstorming, sem insultar os outros ou transformar a sessão em um debate.

A liderança de uma empresa mostra empatia ouvindo genuinamente o feedback dos funcionários e incorporando-o em seus processos de negócios.

As equipes de Aprendizado e Desenvolvimento teriam empatia com as equipes de Suporte ao Cliente criando programas de aprendizado eficazes que ajudam os representantes a ter um melhor desempenho em seus trabalhos e oferecer um excelente atendimento.

Um recrutador simpatiza com um candidato que precisa reagendar uma entrevista no último minuto por causa de uma emergência.

Como promover efetivamente a empatia no trabalho

Conforme pesquisas, existe uma lacuna entre as expectativas das lideranças e os planos dos funcionários.

Esta situação contribui para as estatísticas alarmantes que detalham o número de líderes que perdem contato com seus funcionários remotos e como a empatia contribui para a inclusão de trabalhadores remotos e híbridos.

Um estudo revelou que as empresas que criam uma cultura de pertencimento alcançam em média:

  • Um aumento de 6,2% no esforço no trabalho;
  • Um aumento de 5% na retenção de funcionários;
  • Aumento de quase 3% no desempenho dos funcionários individualmente.

Então, como as organizações podem promover a empatia no local de trabalho, independentemente das condições de trabalho remotas ou híbridas?

Desenvolvendo uma cultura de empatia

Para empresas focadas na saúde mental de seus colaboradores, criar uma cultura de empatia dentro de suas equipes é uma excelente forma de fomentar essa habilidade no ambiente de trabalho.

Isso permite que os membros da equipe se afastem de todas as situações e reconheçam que cada pessoa é motivada por coisas diferentes e tem necessidades diferentes, dependendo de com quem estão lidando a cada vez.

A empatia ajuda os funcionários a entender as perspectivas, intenções e necessidades das pessoas ao seu redor.

Isso leva a relacionamentos mais fortes, a um melhor estado emocional geral e a uma excelente cultura da empresa. Também fornece boas bases para uma comunicação eficaz da equipe remota.

Quando os gerentes demonstram empatia, os membros da equipe se sentem ouvidos, respeitados e compreendidos.

Eles são mais propensos a compartilhar suas dificuldades, o que permite que as lideranças os ajudem a resolver problemas no momento e abordar as preocupações que possam surgir.

Incentivando o desenvolvimento da equipe

Uma maneira de incentivar o desenvolvimento da equipe é criando conexões impactantes.

Garantir que sua equipe esteja conectada garante que as vozes de todos sejam ouvidas, compreendidas em suas atividades e facilita a realização de seus trabalhos.

» Sistema Online de Recrutamento e Seleção
Recrute de forma Assertiva com Análises Comportamentais e Diminua o Turnover com a Gestão de Talentos!

Com o RHbot você encontra o talento ideal para cada vaga, criando um processo seletivo mais ágil e assertivo. Automatizando processos você elimina erros e economiza dinheiro!

Cadastre-se no link abaixo, experimente nosso sistema online de forma gratuita e transforme os resultados do seu RH.

Organizando eventos sociais virtuais

Happy hours virtuais e atividades como aulas remotas de culinária e outros treinamentos são ótimas maneiras de reunir sua equipe em um ambiente social descontraído, mesmo que não estejam fisicamente juntos.

Para manter as coisas descontraídas, use quebra-gelos, jogue e compartilhe histórias divertidas durante seus eventos sociais.

Isso tornaria seus funcionários mais confortáveis ​​uns com os outros.

Também os ajuda a se aproximarem como equipe e também contribui para a empatia, dando ao grupo uma ideia da vida de seus colegas de trabalho que eles não conheceriam de outra forma.

Planilha Gratuita

Controle o Desempenho dos Colaboradores de Forma Prática, Fácil e Eficiente!

Insira seu MELHOR E-MAIL abaixo e receba a planilha agora mesmo, de forma gratuita.