Como montar o melhor pacote de benefícios

Oferecer benefícios mais atraentes de acordo com o novo cenário é fundamental para atrair e reter os grandes talentos. Mas por onde começar?

Novos modelos de trabalho surgiram com a pandemia, obrigando as empresas a recalcularem a rota. Porém, para seguir pelo novo trajeto, é fundamental olhar para dentro e rever algumas estratégias. O pacote de benefícios para os funcionários é uma delas.

O importante é oferecer aqueles que realmente façam sentido para as pessoas e para a empresa, caso contrário haverá prejuízo para o negócio e talentos escapando em busca de melhores condições. Neste artigo mostraremos exatamente como começar! Você verá:

  • Por que a sua empresa precisa de um pacote de benefícios atraente
  • Como estruturar o portfólio ideal

Por que a sua empresa precisa de um pacote de benefícios atraente

Segundo a pesquisa Benefícios pré e pós-Covid-19, realizada pela Robert Half, a expectativa de 92,6% dos colaboradores entrevistados é de que os pacotes benefícios oferecidos acompanhem as constantes transformações do mercado de trabalho e da sociedade.

Por exemplo, pode ser que, para um funcionário em home office, não faça sentido receber o vale-refeição, já que ele tem a possibilidade de cozinhar e almoçar em casa. Por outro lado, é imprescindível oferecer uma ajuda de custo para cobrir os gastos com o trabalho remoto. Nesse mesmo contexto, aumentam as preocupações com a saúde física e mental, o que pede ajustes nas opções de assistência médica.

Pois é aqui que entra o desafio das companhias de montar um pacote de benefícios atraente e flexível, atingindo os mais diversos perfis de profissionais.

Como estruturar o portfólio de benefícios ideal?

1 – Comece pelo básico

Transporte, alimentação e convênio médico são os benefícios mais oferecidos pelas empresas e os mais desejados pelos funcionários. Invista neles!

Para começar, a legislação trabalhista exige que o empregador compartilhe as despesas de deslocamento com o colaborador. Por isso, o vale-transporte é prioridade.

Já a ajuda de custo para alimentação não é obrigatória, mas há um programa de incentivo do governo (Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT) que pode resultar na dedução no Imposto de Renda das empresas que oferecem o benefício. Para agradar a equipe, vale deixar cada um escolher se prefere o cartão vale-alimentação ou vale-refeição e oferecer um valor justo, compatível com os preços que o time vai encontrar na região onde usará os benefícios.

Em relação ao convênio médico, mais do que nunca estamos valorizando o bem-estar físico e mental. E dá para cuidar dos funcionários e da saúde financeira da empresa ao mesmo tempo. A Sodexo, por exemplo, atua nesse segmento oferecendo diversas opções de planos com valores atraentes e plano odontológico.

2 – Seja flexível

Muitas empresas adotaram de vez o home office, outras preferiram o modelo híbrido. Assim, nada mais justo do que um auxílio para que o funcionário não precise arcar com as despesas relativas ao trabalho. Pesquisa realizada pela Sodexo, em parceria com a Harris Interactive, mostra que 91% dos trabalhadores brasileiros esperam receber apoio de suas empresas nesse contexto.

Para esses casos, o Sodexo Multi é ideal. O cartão pré-pago bandeirado pode ser usado como ajuda de custo para quem está trabalhando remoto. E a proposta vai além: o cartão pode ter outras funcionalidades, como auxílio medicamento, cartão online para compra em aplicativos e despesas com viagens corporativas. A empresa tem controle total sobre os gastos, já que ele é 100% digital e recarregável.

3 – Ofereça cuidados especiais

Não tem jeito: problemas pessoais acabam afetando o trabalho. Por isso, vale investir em um benefício mais global, focado em assistência jurídica, financeira, orientação social e psicológica.

O Apoio Pass é uma solução acessível para todos os tamanhos de empresa, que oferece suporte completo com atendimento gratuito, 24 horas por dia, sete dias por semana ao trabalhador, que pode ser extensível aos seus familiares.

4 – Dê uma espiada na concorrência

Estamos falando de buscar referências, um benchmarking mesmo. Olhe para as empresas do mesmo setor que o seu e inspire-se nas melhores práticas, para não ficar para trás. Se o seu pacote de benefícios para os funcionários for diferenciado, certamente terá mais chances de reter os melhores talentos.

5 – Escute seus funcionários

Conheça o colaborador, peça feedbacks, faça pesquisas de opinião. Vale perguntar às equipes o que está funcionando, o que poderia melhorar e aquilo que seria importante incorporar. Esse é o melhor caminho para garantir a satisfação de todos e montar o pacote de benefícios mais certeiro para o seu modelo de negócio.

Conclusão

Estruturar um bom portfólio de benefícios é fundamental para uma companhia atrair e reter talentos, além de se fortalecer como marca empregadora. Diversos aspectos devem ser levados em conta nesse processo, como oferecer cuidados especiais e escutar os colaboradores.

Planilha Gratuita

Controle o Desempenho dos Colaboradores de Forma Prática, Fácil e Eficiente!

Insira seu MELHOR E-MAIL abaixo e receba a planilha agora mesmo, de forma gratuita.